GAY BLOG BR by SCRUFF

Após a revelação da homossexualidade de Colton Underwood (29) no dia 14 de abril durante o Good Morning America, parece que rede de televisão ABC está querendo fazer uma temporada do reality show de encontros amorosos, “Bachelor”, dedicada aos LGBT+. As informações vieram de fontes ligadas ao TMZ (via Pink News).

Segundo a TMZ, a revelação de Underwood fez a equipe de produção “vibrar”. Outras fontes também disseram que Underwood vai estrelar um programa de como é viver sendo um homem gay, e que o esquiador olímpico Gus Kenworthy seria uma espécie de “guia gay”, que mostrará a Underwood esse universo.

Ambos foram vistos recentemente em Nova York andando em Stonewall.

Após saída do armário de Colton Underwood, "Bachelor" considera edição LGBT+
Reprodução

Colton Underwood, ex-jogador da NFL e ex-participante do “The Bachelor”, se declara gay

O ex-jogador de futebol americano, Colton Underwood, e também o líder da 23ª temporada do reality show “The Bachelor”, que promove encontros amorosos,  revelou sua homossexualidade durante uma entrevista ao programa “Good Morning America” ao âncora Robin Roberts, neste dia 14 de abril. As informações são do canal NBC News.

“Eu fugi de mim mesmo por muito tempo, eu me odiei por muito tempo. E eu sou gay, e aprendi a lidar com isso no início deste ano, e eu estive processando qual seria o próximo passo em tudo isso, e seria fazer com que as pessoas soubessem” – disse ao Roberts, dizendo que ainda se sente nervoso em comentar o assunto, mas que é uma jornada.

Roberts disse que “apesar do nervosismo, eu posso ver diversão e alívio”.

“Me sinto emotivo, mas de modo bom, feliz e positivo”, respondeu Underwood – “Me sinto mais feliz e saudável do que nunca em minha vida e isso significa o mundo para mim”.

Posteriormente, Underwood disse “Sou orgulhoso em ser gay”.

A informação é vista com surpresa, considerando que em 2018 ele participou do já citado reality show “The Bachelor” e acabou engatando um relacionamento com uma participante do programa: Cassie Randolph.

Ambos romperam em 2020, sendo que ela o acusou de ter perseguido e assediado ela, chegando a fazer um boletim de ocorrência na polícia, sendo que este concluiu que ele havia colocado um dispositivo de rastreamento no carro dela. Após toda a confusão, ela retirou a queixa e pediu para que a polícia interrompesse as investigações.

Aproveitando a oportunidade, Colton Underwood disse na entrevista que “sente muito como as coisas acabaram” e diz: “Eu estraguei tudo. Fiz um monte de escolhas erradas”.

Apesar de não se definir como bissexual, ele disse que amou Randolph verdadeiramente.

“Se eu quero ser muito honesto, eu amei tudo sobre ela e é difícil para articular exatamente quais foram minhas emoções quando eu estava em um relacionamento com ela por que era óbvio que havia uma luta interna acontecendo” – disse Underwood.

Colton Underwood, ex-jogador da NFL e ex- participante do "The Bachelor", se declara gay
Reprodução

Em agosto de 2020, Underwood participou do podcast Reality Steve e, na ocasião, declarou que não era gay: “O ponto é que não sou gay. Eu tenho amor e suporte de todo mundo da comunidade LGBT+ e apoio eles, e amor é amor no fim das contas”.

Atualmente, ele diz que entende e aceita sua verdade e que tem o apoio de toda a sua família.

“A única razão pela qual estou sentado aqui com você é porque eu tenho amor e o apoio dos meus amigos e família”.

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF (Google Play ou App Store) está disponibilizando gratuitamente a versão PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".