Cantor Gê de Lima lança clipe-manifesto: ‘corpos negros e LGBTs’

O videoclipe “TEXTURA” constrói um diálogo mais direto com as pessoas que constroem imagens equivocadas a respeito dos traços e corpos negros

Após um período de pesquisas, estudos, encontros e parcerias, o cantor Gê de Lima inicia um processo de construções artísticas e musicais que trazem uma discussão mais política acerca do amor, afeto e liberdade dos corpos negros LGBT.

O clipe “Textura” surge a partir da necessidade de construir um diálogo mais direto com as pessoas que constroem imagens equivocadas a respeito dos traços e corpos negros. “Dentro do processo de aceitação da identidade negra, a estética é parte fundamental para o reconhecimento da negritude, mas ganha outra leitura quando expressado por pessoas não negras”.

“Encontro através da música, o poder de transformar a dor em esperança e tornar o diálogo presente em todos os espaços”, diz o cantor.

“TEXTURA traz em suas batidas elementos do afrobeat, reggaeton, afoxé e tambores do candomblé, transformando-se em uma mistura de ritmos dançantes que nos transportam para uma experiência enérgica e ancestral.

Produzida por Rodrigo Coelho, a música e videoclipe tratam-se de um manifesto, uma crítica ao comportamento de pessoas que exotificam a estética negra. No vídeo é possível enxergar figuras representativas que trazem nas suas expressões a liberdade de construir uma imagem positiva e singular sobre seus traços negros. Mulheres cis e transgêneras, homens cis, gays e bissexuais cantam e “alforriam” toda objetificação dada aos corpos pretos.

A Aparelha Luzia foi o local escolhido para a gravação do clipe por ser um espaço que se torna cada vez mais presente em ações que tragam a discussão étnico-racial em suas pautas. O Quilombo urbano, parceiro da construção do projeto, funciona como local de resgate das nossas artes, culturas e políticas e fomenta a arte de diversos artistas pretos.

Seguindo a sua missão e trajetória neste novo momento artístico, com talento de sobra, Gê de Lima fará parte da maior Parada LGBT do mundo. Esse ano o artista se apresenta no encerramento do evento, que ocorrerá no próximo dia 03 de junho ás 20:45 no Vale do Anhangabaú. Mais informações aqui.

Anúncios