Peça ‘Somos Tão Jovens’ reestreia em São Paulo

Com texto Vinícius de Oliveira e direção de Ricardo Grasson, "Somos Tão Jovens" está indicado ao Prêmio Aplauso Brasil na categoria Voto Popular

Com texto de Vinícius de Oliveira e direção de Ricardo Grasson, São Paulo recebe a terceira temporada do espetáculo Somos Tão Jovens. A peça foi inspirada no espetáculo “Garotos”, de Leandro Goulart, no filme “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”, de Daniel Ribeiro, e no livro “As Meninas”, de Lygia Fagundes Telles.

Com texto Vinícius de Oliveira e direção de Ricardo Grasson, "Somos Tão Jovens" está indicado ao Prêmio Aplauso Brasil na categoria Voto Popular
Com texto Vinícius de Oliveira e direção de Ricardo Grasson, “Somos Tão Jovens” está indicado ao Prêmio Aplauso Brasil na categoria Voto Popular. Foto: Divulgação

O espetáculo traz a história de seis adolescentes que se sentem livres para expressar e compartilhar tudo que estão sentindo e vivendo, sem filtros nem meias palavras. Suas dúvidas, seus medos e suas angústias se alternam com as alegrias, erros e acertos das personagens vividas por Júlio Oliveira (Théo), Gabriel Moura (Renato), Fernando Burack (Daniel), Danillo Branco (Guilherme), Luís Fernando Delalibera (Plínio) e Marcos Oli (Beto).

somos tão jovens
Com texto de Vinícius de Oliveira e direção de Ricardo Grasson. Foto: Divulgação

Ambientado em cenários lúdicos de uma metrópole (um barzinho, um apartamento, um terraço), os temas abordados são tão diversos quanto as questões que sempre povoaram a vida dos jovens na fase de amadurecimento. O espectador é conduzido por um universo surreal, recheado de medos, incertezas, sonhos, alegrias, angústias, paixões, rebeldias e devaneios. No decorrer da trama, afloram questões ligadas a preconceitos, uso de drogas, relacionamentos afetivos e sexualidade.

O diretor Ricardo Grasson comenta que Somos Tão Jovens está em plena sintonia com os dias atuais, onde os diálogos são cada vez mais difíceis. Ele explica que a aposta da direção na simplicidade e na mensagem direta para o jovem confere dinamismo e fluidez à encenação. “O teatro tem a característica de mostrar a vida como ela realmente é para, assim, propor questionamentos. Não importa se é clássico ou contemporâneo, o bom do teatro é a possibilidade de falar do ser humano com todas as camadas que o envolve”, disse ao Jornal do Dia.

SERVIÇO

Teatro Décio de Almeida Prado
Rua Lopes Neto, 206 – Itaim Bibi – São Paulo/SP
Telefone: (11) 3079-3438. Capacidade: 186 lugares
Horários: sábados (às 21h) e domingos (às 19h)
Ingressos: R$ 30,00 (meia-entrada: R$ 15,00)
Bilheteria: 1h antes das sessões. Aceita dinheiro e cartão de débito
Ingressos online: www.sampaingressos.com.br
Duração: 70 min. Gênero: Jovem / LGBTQ+. Indicação: 14 anos

Mais informações: https://www.facebook.com/events/329174841107987/

Ficha técnica

Dramaturgia: Vinicius de Oliveira. Direção: Ricardo Grasson. Assistência de direção: Heitor Garcia. Elenco: Júlio Oliveira, Gabriel Moura, Fernando Burack, Danillo Branco, Luís Fernando Delalibera e Marcos Oli. Figurino e adereços: Rosângela Ribeiro. Desenho e operação de luz: Pati Morim Lobato. Trilha sonora: Kelly Martins. Operação de som: Tomé de Souza. Direção de produção: Ricardo Grasson. Produção executiva: Gabriela Gama. Assessoria de imprensa: Verbena Comunicação. Realização e produção: NOSSO Cultural.

Comente