GAY BLOG BR by SCRUFF

Na tarde da última quinta-feira (28), 20 parlamentares representantes das causas LGBTQIA+ do Brasil protocolaram, no Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), uma representação contra o jogador de vôlei Maurício Souza. O atleta foi demitido do Minas Tênis Clube após pressão de empresas patrocinadoras do time, devido a comentários homofóbicos feitos por Mauricio no Instagram.

Parlamentares LGBTQIA+ acionam Ministério Público contra jogador LGBTfóbico Maurício Souza
Parlamentares LGBTQIA+ acionam Ministério Público contra jogador LGBTfóbico Maurício Souza – Divulgação

Além da representação no MPMG, o grupo de parlamentares, formado por vereadores, deputados estaduais e federais e representante do Senado Federal de 13 estados brasileiros e sete partidos políticos, também notificou oficialmente o Instagram. À rede social, foi solicitado a remoção dos conteúdos de teor LGBTfobico e uma audiência com a empresa para discutir suas políticas de combate à violência contra a população LGBT+ e o discurso de ódio.

Na representação ao MPMG, o grupo diz que “Maurício Souza tem usado suas redes sociais há muito tempo para disseminar comentários ofensivos à comunidade LGBTQIA+, direta ou indiretamente”. No documento, eles pedem que Maurício seja alvo de uma ação penal pública pela prática e incitação do preconceito e discriminação. Além disso, solicitam que o jogador pague indenização por dano moral coletivo em valor igual ou superior a R$50 mil.

“Desde 2019, a homofobia é considerada crime, no entanto, a gente tem poucos casos que, de fato, geraram responsabilização no Brasil. As palavras abrem espaço para formas de violência mais profundas, não é à toa que o Brasil é o país que mais mata pessoas LGBT”, disse a vereadora de Belo Horizonte, Bella Gonçalves (PSOL), ao G1.

No ofício enviado ao Instagram, os parlamentares destacam postagens de Maurício na rede social e pedem a retirada “por ferir os limites da liberdade de expressão e caracterizar puro e simples discurso de ódio incitador do preconceito e da discriminação contra a população LGBTQIA+“.

Abaixo, a lista de parlamentares trans e travestis, lésbicas, bissexuais e gays que assinaram a representação:

Erika Hilton (SP) Vereadora de São Paulo – PSOL
Fabiano Contarato (ES) Senador do Espírito Santo – Rede
Leci Brandão (SP) Deputada Estadual de São Paulo – PCdoB
David Miranda (RJ) Deputado Federal do Rio de Janeiro – PSOL
Mônica Benício (RJ) Vereadora do Rio de Janeiro  – PSOL
Linda Brasil (SE) Vereadora de Aracaju – PSOL
Robeyonce Lima (PE) codeputada Estadual de Pernambuco – PSOL
Duda Salabert (MG) Vereadora de Belo Horizonte  – PDT
Vivi Reis (PA) Deputada Federal do Pará –  PSOL
Bella Gonçalves (MG) Vereadora de Belo Horizonte – PSOL
Fábio Félix (DF) Deputado Distrital do DF – PSOL
Thabatta Pimenta (RN) Vereadora de Carnaúba dos Dantas – PROS
Benny Briolly (RJ) Vereadora de Niteroi – PSOL
Prof. Israel (DF) Deputado Federal do DF – PV
Carla Ayres (SC) Vereadora de Florianópolis  – PT
Daiana Santos (RS) Vereadora de Porto Alegre – PCdoB
Brisa Bracchi (RN) Vereadora de Natal  – PT
Tati Ribeiro (RN) Vereadora Suplente de Natal –  PSOL
Ari Areia (CE) Deputado Estadual Suplente do Ceará – PSOL
Maria Marighella (BA) Vereadora de Salvador –  PT

Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)