GAY BLOG BR by SCRUFF

This article is also available in: Español

Quase cinco décadas depois de se casarem, um casal gay de Winnipeg, cidade do Canadá, ainda luta para que seu casamento seja registrado pelo governo de Manitoba. A informação é do site CBC.

“Estamos lidando com preconceito irracional aqui”, disse Chris Vogel, que se casou com seu amor, Richard North, em 1974.

“Quero dizer, nós nos apaixonamos. Nós nos acomodamos. Vivemos felizes para sempre.”

Reprodução

Os dois se tornaram o primeiro casal gay a se casar em uma igreja canadense, e tiveram o único casamento do mesmo sexo antes de 2004, de acordo com documentos judiciais. Naquele ano, Manitoba se tornou a quarta província a legalizar o casamento gay.

Naquele ano, um juiz chamou seu casamento de “nulidade” e, em 2018, um juiz de direitos humanos decidiu que ele estava vinculado pela decisão de 1974, que concluiu que não havia nada a ser registrado porque não havia casamento.

A Comissão de Direitos Humanos de Manitoba está buscando uma revisão judicial dessa decisão na segunda-feira (12) em um tribunal de Winnipeg.

“O Sr. North não deveria ser punido por ser um pioneiro na comunidade LGBTQ. Ele deveria ser celebrado por isso e ter seu casamento registrado”, disse Sacha Paul, advogado da Comissão de Direitos Humanos de Manitoba.

A certidão de casamento emitida para Richard North e Chris Vogel em 1974. Uma cópia da certidão foi exposta no Museu Canadense de Direitos Humanos. “É tudo meio surreal. Você sabe, é como A Revolução dos Bichos ou algo assim”, disse Vogel.

Ele continua otimista de que um tribunal registrará seu casamento.

“Estamos sempre esperançosos de que, pela primeira vez, de repente todos percebam. O que temos dito é que, OK, se você trata casais gays de maneira diferente dos casais heterossexuais, então é discriminação ilegal segundo o código e tem que ser corrigido. “

Um documento do tribunal apresentado pela comissão disse que não há disputa entre ela e a província de que o casamento de North “deveria ser digno de reconhecimento e registro”.

A discordância é se o juiz errou ao concluir que North não havia sofrido discriminação por confiar na decisão de 1974 do juiz.

A posição de Manitoba é que o estado de direito exige que os tribunais sigam os tribunais, disse Paul, e “eles se sentem obrigados pela decisão do tribunal e que um juiz, um juiz de direitos humanos, simplesmente não pode ir além da decisão de um tribunal . “

Mas Paul disse que a comissão quer que um juiz decida que esta é uma circunstância rara e única que poderia permitir a um juiz anular uma decisão de um tribunal.

This article is also available in: Español

Join our community of 15+ million guys

Find guys looking for the same thing with SCRUFF Match. Volunteer to be a SCRUFF Venture Ambassador to help out guys visiting your home city. Search an up-to-date agenda of the top parties, prides, festivals and events. Upgrade your game with SCRUFF Pro and unlock 30+ advanced features. Download SCRUFF here.

Jornalista pela Universidade Federal de MS, foi repórter de economia e hoje, além de colaborar para o Gay Blog Br, é servidor público em Joinville (SC). Escreveu ''A Supremacia do Abandono'', livro disponível em amazon.com.br.