Ellen Page, Rupert Everett, Ricky Martin e mais uma lista enorme de artistas que se assumiram gays ao longo dos anos quando suas carreiras já estavam consolidadas. Todos eles são conhecidos no mundo inteiro, no entanto, há uma série de outros famosos (principalmente no exterior) que já saíram do armário há tempos e mesmo assim muitos brasileiros ainda desconhecem. Conheça alguns:
David Yost

O ator americano de 51 anos, ganhou destaque no papel de Billy, na série Power Ranger nos anos 90, ele fazia o Ranger Azul. Em 2010, se assumiu gay e revelou anos depois que chegou a recorrer a uma “cura gay” em virtude do preconceito que sofria no set de filmagens da série. Apesar do sucesso na época, ele não emplacou muitos trabalhos marcantes mas é presença constante em eventos sobre filmes e séries do passado.

Reprodução

Victor Garber
O ator canadense de 71 anos que atuou em diversas séries e filmes famosos como Titanic, tem um relacionamento de longa data com um ex modelo; no entanto, Garber só assumiu publicamente a homossexualidade em 2013 durante uma entrevista quando questionado a respeito de sua vida pessoal. A declaração nunca atrapalhou a conceituada carreira do ator que continua atuando em grandes produções.

Garrett Clayton
Garrett Clayton – Reprodução

Garrett Clayton
A beleza do jovem ator de 29 anos sempre chamou atenção, ele começou a carreira ainda criança fazendo algumas produções da Disney, até migrar para o cinema; além de atuar, ele também é cantor, dançarino e modelo. Clayton ganhou notoriedade quando estrelou o filme “King Cobra“(2016) baseado em fatos reais em que faz o papel de um ator pornô, contracenando com astros como Christian Slater e James Franco. No mesmo ano, ele
atuou também no terror Don’t Hang Up. Dono de um rosto angelical, Clayton só saiu do armário em 2018, quando publicou na sua conta no Instagram que tinha um relacionamento de quase 10 anos com o roteirista Blake Night.

Clayton (dir) com o companheiro

Danny Pintauro
Pintauro fez um enorme sucesso no cinema e na televisão no início da década de 1980; ainda criança, foi um dos protagonistas em 1983 do popular filme de terror Cujo. Pouco tempo depois, ele estrelou outro sucesso, a série americana “Who’s the Boss”. Em 1997, aos 21 anos, se assumiu gay e em 2003 descobriu ser soropositivo, entretanto só declarou publicamente em 2015, quando se sentiu à vontade para falar sobre o assunto durante uma entrevista na TV. Há alguns anos ele abandonou Hollywood, e tem se dedicado no gerenciamento de um restaurante em Las vegas.

Danny Pintauro – Reprodução

Luke Evans
Ele já atuou em vários filmes de ação e suspense, ora como vilão, ora como o herói, por isso mesmo poucos sabem que Evans de apenas 41 anos é gay e vive um relacionamento há tempos com um diretor argentino. A saída do armário não é recente, ocorreu em
2002, porém o ator galês evita falar de sua vida pessoal; ao longo de sua extensa carreira, tem emplacado diversas produções sempre no papel de “machão”. Evans também é cantor e vive em Londres.

Luke Evans – Reprodução

Wentworth Earl Miller
Ele se tornou conhecido quando protagonizou a série Prison Break, que lhe garantiu uma indicação ao Globo de Ouro na categoria de Melhor Ator para Série Dramática. Miller também atuou em vários filmes, dentre eles o suspense arrasador “The Loft“. Atualmente com 48 anos, o ator se assumiu gay em 2013 quando rejeitou um convite do Festival Internacional de Cinema de São Petersburgo, em virtude da homofobia na Rússia.

Wentworth Earl Miller
Wentworth Earl Miller – Reprodução

Kristy Mcnichol
Ela foi uma adolescente famosa nos anos 70 quando protagonizou a série “Família” de 1976 a 1980; na década seguinte, atuou em diversos filmes interessantes como “Cão Branco” e no final da década de oitenta sumiu do mapa por decisão própria. Diagnosticada ainda jovem com desordem bipolar, Mcnichol assumiu ser lésbica em 2016 onde comentou brevemente sobre a relação de aproximadamente 20 anos com a sua companheira, entretanto ela não pretende voltar aos holofotes, tendo se dedicado a trabalhos comuns.

Kristy Mcnichol
Kristy Mcnichol – Reprodução
Google Notícias