GAY BLOG BR by SCRUFF

This article is also available in: English Español

A história da noite gay do Rio de Janeiro não pode ser abordada sem citar a icônica boate Le Boy. Localizada em Copacabana durante a década de noventa, foi uma das baladas mais conhecidas da cidade, não apenas pela sua localização privilegiada mas também pelas figuras famosas que passaram por lá. 

Fachada da boate Le Boy - Reprodução
Fachada da boate Le Boy – Reprodução

A Le Boy foi fundada em 1992 pelo empresário francês Gilles Lascar, que fazia questão de ficar na recepção, cumprimentando as pessoas e acompanhando tudo de perto. Apesar de haver várias boates gays na cidade maravilhosa, a Le Boy logo se tornou uma das mais tradicionais e famosas, onde apresentava shows de drag queens (dublagem e humor), concurso de rapazes e gogo boys.

foto
Reprodução

Inspirada nos anos 1970, a decoração contava com muitos espelhos, globos e sofás antigos ao longo dos três andares, em um espaço de 1000 m². Os go-go boys dançavam em “queijos” localizados nas extremidades do bar. Havia um dark room no andar superior que fervia madrugada adentro. A casa também contava com um potente sistema de som.

foto
Reprodução (Le boy vazia)

Durante o carnaval, com uma programação especial, a casa lotava, principalmente de gringos que vinham conhecer de perto a energia do povo (gay) carioca – e também garotos de programa que marcavam presença em peso na temporada mais libertina da cidade.

Reprodução

Inúmeros famosos nacionais e internacionais passaram por ali, alguns de forma anônima e outros nem tanto, destacando-se: Henry Cavill, Vera Fischer (que se acabava na pista de dança), Calvin Klein, Jean-Paul Gaultier, Valentino, Ruppert Everet, Katy Perry e Rihanna (quando ambas vieram ao Brasil para fazer alguns shows).

foto
Reprodução

Outros famosos que já marcaram presença foram: Susana Vieira, Dercy Gonçalves, Perla (cantora paraguaia), Rogéria e várias outras famosas e também famosos que não podemos citar nomes, pois ainda não saíram do armário. Drags conhecidas também se apresentaram regularmente ali, Lorna Washington, Rose Bombom, Suzy Brasil e várias outras.

foto
Reprodução

Infelizmente, em 2016, a tradicional Le Boy fechou as portas, marcando o fim de uma era após quase 25 anos de existência. Na época, sua venda com porteira fechada (tudo incluído) estava em R$ 18 milhões. Hoje, no site de uma imobiliária, é possível ver o anúncio por um valor mais em conta, R$ 14.500 milhões. Quem anima a comprar este belíssimo imóvel?

foto
Reprodução

This article is also available in: English Español

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF (Google Play ou App Store) está disponibilizando gratuitamente a versão PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.