O ator de filmes pornôs da Falcon Studios, Roman Heart, morreu aos 33 anos no final do ano de 2019, porém a informação veio a público apenas agora, em agosto de 2020, por conta de uma mensagem publicada na conta pessoal do Facebook de um amigo dele. A informação pegou amigos e colegas “de surpresa” e, até agora, não se sabe a causa da morte.

- CURTA A PÁGINA DO FACEBOOK -
Roman Heart
Roman Heart – Reprodução

“Hoje tivemos a notícia de que nosso amigo de longa data, Garret Rubalcaba (seu nome de batismo) faleceu no fim de 2019. O porquê demorou quase um ano para descobrirmos sobre, eu não sei. Por favor não me pergunte o que aconteceu porque não sabemos dos detalhes, mas iremos procurar saber mais.” – disse o amigo.

“Conheço Garret desde que tenho 18 anos e ele ajudou a moldar a minha vida e de muitos de nossos amigos. Ele fará falta para muitos. Ele tinha uma alma linda, genuína e bondosa com um coroação de ouro” – completa.

Nas redes sociais, muitos atores pornôs lamentaram a sua morte, com destaque para Chad Hunt, que fez um extenso texto em sua conta do Facebook e foi publicado pelo Queerty, alegando que falta empatia da população com quem trabalha com entretenimento adulto.

As lágrimas que derramei hoje não podem levar a dor e arrependimento que eu sinto sobre sua perda (…) As pessoas não entendem que sim, trabalhadores de entretenimento adulto podem parecer promíscuos, mas nós somos como todo o resto do mundo que pretende ser bem sucedido na vida e encontrar o amor.

O estigma da nossa careira pode ‘pesar demais em nossas costas’. Vocês tratam a nós como objetos feitos para seu prazer e obsessão, mas agem como se fossemos apenas lixo, ignorantes e incapazes de saber amar, mas na maioria dos casos, vocês estão errados (…) EU TE AMEI GARRET, gostaria muito de ter te ajudado. Esperava que tivéssemos mantido contato.”

Roman Heart entrou no universo pornô em 2004 e a partir de 2005 assinou contrato de exclusividade com a Falcon Studios.

Ator Jay Dymel, da produtora Falcon Studios, morre aos 27 anos

Google Notícias
Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".