Porto Alegre terá a primeira vereadora trans em um cargo no legislativo

Luisa Stern acredita que sua presença na Câmara pode mostrar para todas as trans que elas têm oportunidade ocupar também este espaço

A trans Luisa Stern (PT) tomará posse como vereadora de Porto Alegre no dia 7 de março, em cerimônia de posse na Câmara de Vereadores. Será a primeira vez que uma pessoa não cisgênero assumirá cadeira no parlamento da capital gaúcha.

Luísa é advogada e participante de movimentos e organizações de luta pelos direitos de igualdade. Suplente com cerca de 500 votos nas últimas eleições municipais e atuará na casa nos dias 7, 8 e 9 de março, em uma vaga aberta com a licença de um colega.

A data foi escolhida não por acaso: é realmente o Dia Internacional da Mulher. Um partido político de Porto Alegre adotou um sistema de rodízio entre os seus vereadores e em datas alusivas a alguma minoria, os quatro parlamentares titulares se licenciam do cargo por três dias para dar oportunidade de o suplente ir à tribuna e protocolar projetos de lei.

vereadora porto alegre
Dia da Mulher Trans finalmente existe? Foto: Emily Mallo

Natural de Porto Alegre, a vereadora de 51 anos iniciou seu processo trans há 15 anos. Fez cirurgia de mudança de sexo em 2013, no Hospital de Clínicas, em procedimento assegurado pelo SUS.

“Na maioria da população, o preconceito tem diminuído, temos conquistado mais espaços. À medida que avançamos e nos tornamos mais visíveis, os grupos preconceituosos se tornam mais raivosos na tentativa de barrar. É uma contradição!, contou para o jornal GauchaZH.

Mesmo breve, Luísa quer aproveitar seu mandato para cobrar medidas da prefeitura. “Uma delas é o descaso que a prefeitura tem com os conselhos municipais”, diz ela. Além disso, defende a criação de um novo conselho, que cuide dos direitos do LGBT. “Tem que ser iniciativa do município, mas eu, como vereadora, posso cobrar”, afirma.

Anúncios