GAY BLOG BR by SCRUFF

O YouTube desmonetizou dois vídeos de um psicólogo religioso chamado Jordan Peterson: um por ter chamado o ator Elliot Page de “ela”, não respeitando sua identidade de gênero, e outro por ter afirmado que a cirurgia de redesignação sexual é um “experimento nazista muito errado”.

Segundo um porta-voz da plataforma de compartilhamento de vídeos, o discurso de Peterson “viola as políticas sobre discurso de ódio e conteúdo depreciativo, e portanto, foram desmonetizados”.

O primeiro vídeo dura cerca de 15 minutos e ele publicou no dia 1 de julho. Ele protestou na plataforma por um post dele ter sido removido do Twitter quando ele disse: “Lembra que o orgulho era um pecado?”. Em um segundo tweet, também deletado, ele disse que a cirurgia de remoção de seios do Elliot Page era “criminoso”. No vídeo, Peterson critica as políticas do Twitter, e várias vezes erra o gênero de Elliot. Além disso, ele diz que ser transgênero é uma “moda prejudicial”.

YouTube desmonetiza psicólogo cristão após chamar ator trans Elliot Page de "ela"
Reprodução

Já no segundo vídeo, postado no dia 15 de julho, Jordan Peterson diz que os tratamentos  visando a transição de gênero são um “experimento nazista muito errado”. 

O órgão que luta pelos direitos LGBTQIA+ nos Estados Unidos, GLAAD, emitiu uma nota parabenizando o YouTube em desmonetizar os vídeos de Peterson. “Ao desmonetizar esses dois vídeos, o YouTube está confirmando que a retórica de ódio e anti-transgênero de Jordan Peterson é uma violação das guias de comunidade da plataforma”. 

No entanto, a GLAAD também criticou a plataforma, dizendo que os vídeos deveriam ter sido removidos. “É vergonhoso que esses vídeos ainda permanecem ativos, com milhões de visualizações, continuando a perpetuação de discurso de ódio e narrativas falsas ao custo de pessoas trans em todos os lugares”. 

Vale lembrar que Elliot Page se declarou um homem trans em dezembro de 2020, ao dizer em seu Instagram: “Olá, amigos, eu gostaria de compartilhar que eu sou trans. Meus pronomes são ele/eles e que meu nome é Elliot”. 




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"