Marca de artigos marciais empodera LGBTQIA+ com vídeos de defesa pessoal e faixa arco-íris

Todo o lucro da venda da "Faixa da Resistência" será doado ao Coletivo Trans Sol, casa de acolhimento a travestis e transexuais em situação de vulnerabilidade

A cada 19 horas uma pessoa é vítima fatal de LGBTfobia, tornando o Brasil o país onde mais morrem pessoas LGBTQIA+ no mundo. A Kimonos Dojô, uma das principais marcas brasileiras de artigos de artes marciais, lança este mês a “Faixa da Resistência”, acessório com as cores do arco-íris para chamar a atenção aos altos índices de violência sofrida diariamente por pessoas LGBTQIA+.

Todo o lucro da venda da “Faixa da Resistência” será revertido para o Coletivo Trans Sol, casa de acolhimento a travestis e transexuais em situação de vulnerabilidade.

“Para a Kimonos Dojô, se aliar a uma causa como a Faixa da Resistência demonstra o compromisso com uma sociedade mais igualitária. É muito importante que todos se sintam seguros para viver suas vidas, assim estimulamos o conhecimento de artes marciais e defesa pessoal para uma comunidade vulnerável. E também apoiá-los financeiramente através desse produto especial que criamos nos enche de orgulho” conta Lucas Brion, Gerente de Social Media da Kimonos Dojô.

Além da faixa, a marca criou um site com vídeos de aulas de alguns movimentos de defesa pessoal.

Uma das professoras que fazem parceria com a ação é Camila Godoi, mulher lésbica e trans que pratica o Taekwon-Do ITF há 24 anos e ensina esta arte marcial há 13 anos. Camila conquistou Copa Mercosul, Campeonatos Brasileiro e Paulista e a medalha de bronze na Copa do Mundo (Buenos Aires 2013).

“O engajamento de uma marca tradicional como a Dojô nesta campanha contribui imensamente para a construção de um diálogo maduro e respeitoso envolvendo a pauta LGBT e favorece mudanças positivas de atitude em relação aos nossos corpos e aos nossos afetos”.

O fisioterapeuta e instrutor de Aikido Igor Koga e o coletivo carioca Piranhas, que promove aulas coletivas de Krav Magá para o público LGBTQIA+ também participam das dicas de defesa pessoal.

No site www.faixadaresistencia.com.br é possível conhecer todo o conteúdo e também comprar o produto.

A “Faixa da Resistência” e a série de conteúdos sobre defesa pessoal foram criados em parceria com a agência Y&R.