GAY BLOG BR by SCRUFF

No Mês do Orgulho LGBTQIA+, a Converse lançou uma campanha para mostrar a potência criativa LGBTQIA+ a partir dos laços de afeto que se formam na comunidade. Com o tema Found Family (“família escolhida“, em tradução livre), a iniciativa mostra como esse apoio mútuo é um impulso importante para que essa população ocupe cada vez mais espaços. 

Três famílias LGBTQIA+ foram escolhida para mostrar o apoio dentro da comunidade na campanha: os coletivos Quebrada Queer, o baile de Vogue Pajuball (Coletivo AMEM) e o LIGAY, contam em um vídeo manifesto as suas histórias. Além disso, explicam como essas famílias se constituem e o que elas significam para cada um.

Quebrada Queer para “Converse” (Foto: Reprodução)

A iniciativa reafirma a Converse como aliada da causa, chamando atenção para a busca contínua do reconhecimento dos direitos da comunidade. A campanha também  destaca o retorno à comunidade LGBTQIA+ para além do apoio aos coletivos. A marca reverterá parte de seus lucros para a Casa Chama, espaço de articulação política e cultural para afirmação da existência dos corpos transvestigêneres.

E como de costume, a Converse lançou edições especiais de seus modelos emblemáticos para celebrar o movimento LGBTQIA+. A estampa de bandana, um clássico dos modelos Chuck 70 Hi e Chuck Taylor All Star Hi, recebe as cores do arco-íris. O patch lateral na parte interna, também muito característico dos dois modelos, terá a estrela multicolorida. Todos os modelos estão disponíveis no e-commerce brasileiro da marca (converse.com.br).

(Foto: Divulgação)



Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)