O Centro de Cidadania LGBTI Laura Vermont, equipamento da Prefeitura de São Paulo, recebe o “Workshop de Drag Queen – Processo de Criação de Personagem” para ensinar técnicas e mostrar inspirações para a construção de uma personagem drag. As inscrições abrem neste dia 10 e vão até o dia 31 de janeiro.

Ainda que o fenômeno ‘drag queen’ tenha ganhado visibilidade maior nos últimos anos, a maior é composta de homens cis gays –  mas isso não é uma regra – todas as pessoas são bem-vindas independente do gênero ou orientação sexual.

Xênia Star ministrará o curso. Foto: reprodução
Xênia Star ministrará o curso. Foto: reprodução

O Workshop de Drag Queen não se trata de um curso de maquiagem ou de costura –, essas são algumas das técnicas que podem ser utilizadas na arte drag. O workshop pretende servir como um agente provocador. Xênia Star também aponta a relevância política e social vai além do entretenimento.  O professor Regis Machado, que dá vida ao personagem Xênia Star, ressalta: “Drag é uma personagem que não tem ligação com orientação sexual”.

Poderão participar do curso pessoas maiores de 16 (dezesseis) anos. Interessados e interessadas deverão apresentar, no ato da inscrição, cópia do RG e do comprovante de residência.

O curso é idealizado pela ACESD – Associação Cultural Educacional e Social Dynamite – organização social que faz a gestão do Centro de Cidadania da região leste.

Prefeitura de São Paulo oferece gratuitamente "Workshop de Drag Queen – Processo de Criação de Personagem"

Serviço:
O “Workshop de Drag Queen – Processo de Criação de Personagem
Av. Nordestina, 496 – Vila Americana (São Miguel Paulista) – São Paulo, SP
Telefone: (11) 2032-3737
Inscrições: de 10/01/2020 até dia 31/01/2020
Aulas entre os dias 01, 08, 15, 29/02 e 07, 14/03, das 13h às 16h.

Obs: Serão disponibilizadas apenas 20 vagas.

Leia também:

Drags com Síndrome de Down: ‘não temos problema com você, a menos que você não nos trate bem’

Drags com Síndrome de Down: ‘não temos problema com você, a menos que você não nos trate bem’ – conheça a “Drag Syndrome”, uma companhia de artistas com síndrome de Down que estão se realizando no palco com a arte da transformação

Google Notícias