Anitta diz não descartar affair com homens gays ou travestis

A cantora Anitta já declarou em diversas ocasiões sobre sua bissexualidade, mas durante uma entrevista ao jornalista Léo Dias em um podcast no UOL, comentou um pouco mais sobre o assunto se posicionando como uma pessoa completamente sem preconceitos:

“Eu sou topa tudo mesmo, só não vou com gente comprometida e essa é minha única regra. De resto, é homem, mulher, cachorro, travesti… Não, cachorro não, estou brincando. Tudo o que aparecer aí, já foi tudo, to ótima”.

O jornalista prosseguiu perguntando: “Se o mendigo chegar com jeitinho você também pega?” e ela responde: “pego tudo, amor”.

Falando sobre a grande exposição que seu relacionamento com o ex-namorado, Pedro Scooby, ela diz:

“Eu não fico me prendendo pelo fato de ser uma pessoa pública. Eu acho que a partir do momento que eu começar a medir a maneira com que vou viver por conta da pessoa pública que sou, eu já não serei eu mesma. Então, isso vai seguir acontecendo mais vezes e eu não me importo”.

CASO COM BAILARINA

View this post on Instagram

juguetito nuevo contigo me atrevo ah ah

A post shared by Ohana Lefundes 🇧🇷 (@ohanalefundes) on

Mais recentemente, a cantora também confirmou os boatos de que já teve caso com uma de suas bailarinas, Ohana Lefundes.

“Não estou tendo relacionamento” – disse Anitta ao programa TV Fama, da RedeTV – “Mas ela e eu nos curtimos há anos. Ela está no meu balé há mais de três anos e desde sempre quando rola, rola”.

A cantora é afirma abertamente que é bissexual e, em uma entrevista ao canal italiano Freeda, disse que não contou antes para o público antes para esperar pelo “melhor momento para dizer” para evitar notícias sensacionalistas. Na mesma entrevista, ela disse que contou a sua mãe sobre o assunto aos treze anos de idade.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek e agora está em busca de novos desafios. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".