No final de junho, a ex-moradora de rua Jéssica Piovani causou comoção ao narrar sua história em quatro minutos em um vídeo para o Projeto Existimos. Brevemente, a trans relatou que saiu de Natal e partiu rumo a São Paulo assim que viu sua irmã, também trans, ser assassinada. Entre vários apelos, Jessica pedia uma oportunidade de emprego em algum salão de beleza.

- CURTA A PÁGINA DO FACEBOOK -

Após o vídeo viralizar, o internauta Marcelo Zill consegui localizar Jéssica no centro de São Paulo e ofereceu um lar temporário. Ela também ganhou um celular de outro internauta para poder se comunicar diretamente com o público. Posteriormente, teve até um ensaio fotográfico divulgado pela Vogue Brasil.

Nesta semana, uma nova boa notícia: Jéssica Piovani foi contratada para trabalhar no salão Mega Studio Be Emotion, que tem cinco unidades em São Paulo.

A sócia-fundadora do salão gravou um vídeo anunciando a novidade:

View this post on Instagram

E agora ela @jessicapiovanioficial faz parte do time @megastudiobeemotion! ❤️ Muito obrigada a todos que me marcaram no post, que me enviaram direct, que fizeram parte disso! Estou imensamente feliz em poder dar essa oportunidade, afinal, há 16 anos atrás também fui acolhida dessa forma, e me tornei quem sou por também ter agarrado uma oportunidade! E graças a todos que compartilharam a história da Jessica, hoje podemos dar continuidade nessa corrente do bem ❤️ obrigada @ezatamentchy @quebrandootabu @blhenndow @thaisbianca @prisanttana @patriciasoutooficial @alexmeneze_s @helena_calil @leoolivsan @adiana_alves @casaflorescer_ @marcelozilloficial

A post shared by Marcella Dias🇧🇷Brazilian Hair (@marcella.dias) on

“Nós encontramos a Jessica!!!! E agora ela @jessicapiovanioficial faz parte do time @megastudiobeemotion! ❤️ Muito obrigada a todos que me marcaram no post, que me enviaram direct, que fizeram parte disso! Estou imensamente feliz em poder dar essa oportunidade, afinal, há 16 anos atrás também fui acolhida dessa forma, e me tornei quem sou por também ter agarrado uma oportunidade! E graças a todos que compartilharam a história da Jessica, hoje podemos dar continuidade nessa corrente do bem ❤️ obrigada”, escreveu Marcella Dias.

Expulsa de casa aos 15 anos por ser trans e sobrevivendo de sobras no lixo, Ana Paula ganha ‘dia de beleza’ e emprego

Google Notícias