GAY BLOG BR by SCRUFF

Nesta sexta-feira, 11, o site de entretenimento F5 revelou que cometeu um equívoco ao resgatar uma suposta entrevista do ator Gerard Butler (52), conhecido ao dar vida ao rei espartano Leônidas em “300”, onde teria dito que já dormiu com homens. 

O texto da Folha fazia como referência um artigo da revista Men’s Health, que trazia trechos com supostas falas do ator ao veículo Movieline. Em 2009, o site Movieline afirmou que tal entrevista não existia, dizendo que o boato surgiu em 2004 num fórum da  NYCWave.com por alguém que se identificava como “Marianne Tydings”.

Gerard Butler durante o filme “300” (Foto: reprodução)

Confira o comunicado da Movieline em 05 de agosto de 2009:

“A blogosfera gay está agitada com esta citação provocativa de uma suposta entrevista de Gerard Butler de 2004: ‘Eu falo sobre minha sexualidade’, diz ele, ‘mas é sempre encoberta. As pessoas parecem se esquivar do assunto. Sempre que é discutido, é distendido e exagerado. Gerard Butler é gay. Não, não sou. Eu não sei o que sou, então pode ser desconcertante ver isso sendo plugado. Eu estive em relacionamentos com mulheres. E homens. Isso não me torna gay. Isso não me torna heterossexual. É difícil o suficiente para ir através dessas coisas em minha mente sem ser examinado sobre isso, então há momentos em que você quer fechar a porta e dizer que minha sexualidade é meu assunto pessoa’.

Coisas picantes! De onde veio essa entrevista bombástica? Hmm, vamos ver aqui… ‘Movieline’. Ei, somos nós! Então, essa coisa é real ou o produto da imaginação hiperativa de alguém?

Desculpe crianças, mas esta é uma farsa – a representante de Butler, Joy Fehily, confirma, e nós também podemos.

Archive.org rastreia a origem do artigo para um fórum de mensagens NYCWave.com onde a autora “Marianne Tydings” postou em agosto de 2004. (Tente pesquisar no Google o nome da mulher – você não terá sorte.) No suposto trecho do post do Movieline, Butler está antecipando o lançamento de ‘O Fantasma da Ópera’ naquele ano, mas uma olhada em nossos arquivos não revela nenhuma entrevista com Butler durante esse período. Movieline conversou com Butler sobre a sequência de Tomb Raider para nossa edição de julho/agosto de 2003, mas é uma entrevista completamente diferente e não há citações obscenas sobre sua sexualidade.

Além disso, Movieline é uma revista americana, e nós nunca soletraríamos a palavra ‘escrutinado’ sem um Z. Quem diria? Que tal um tabloide britânico ou um pôster da internet cuja tentativa de criar uma entrevista imaginária deixou uma dica gramatical facilmente descoberta?”

(Foto: Reprodução)



Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)