GAY BLOG BR by SCRUFF

Tiago Abravanel (33) se apresentou no último domingo no “Super Dança dos Famosos” no programa apresentado pelo Tiago Leifert, na TV Globo. Durante a apresentação, chegou a usar a linguagem de libras durante a coreografia da música “Pump Up the Jam”, do grupo Technotronic. As informações são da Folha de São Paulo. Posteriormente discurssou em prol da comunidade LGBT.

“A gente precisa dar um grito. Nunca aconteceu de uma b1ch4 estar aqui e estar feliz, dando pinta”, disse. Logo em seguida, o ex-BBB Gil do Vigor, que está como um dos jurados, disse que a apresentação representa um “grito” para a comunidade LGBTQIA+. Além disso, Tiago começou a apresentação com uma touca e, em determinada altura, arrancou o acessório e revelou uma peruca.

Além de Gil, Taís Araújo disse que a função de um artista é transformar o mundo e todos os jurados deram nota 10 à apresentação, garantindo a permanência do neto de Silvio Santos no reality.

"Eu sou bicha e feliz de estar dando pinta" diz Tiago Abravanel durante Dança dos Famosos
Reprodução

No início de junho, ele publicou um vídeo no Instagram fazendo críticas à sua tia, que havia dito que os “LGBTYH” precisavam ser compreensivos com pessoas conservadoras e que não sabem lidar com a questão dentro de casa.

“Vamos falar sobre um assunto delicado. Hoje minha tia, a Patrícia Abravanel, fez um comentário no programa que me pegou de um jeito que não ficou legal. O comentário que ela fez foi em cima de um ocorrido com a Rafa Kalimann e o Caio Castro antes de ontem. Eles postaram um vídeo de um pastor falando que não concordava com o casamento gay, mas que respeitava. Isso gerou algumas retratações deles e aí, a Patrícia e o Gabriel Cartolano comentaram”, explicou Tiago Abravanel, usando um casaco com as cores do arco-íris.

“Eu resolvi fazer esse vídeo, porque eu acho que assim como ela falou ao vivo o que ela pensa, eu acho que eu também preciso falar o que eu penso aqui nas minhas redes. Tentar falar para você, tia, o como eu me senti assistindo, tá? Eu acho que em primeiro lugar, orientação sexual não é uma questão de opinião. É uma questão de respeito. Você não precisa ser como eu, mas precisa respeitar quem eu sou e ponto final” – continua

“Opinar, você opina se uma roupa é bonita ou feia para você. Se você quer café ou chá ou se você gosta de doce ou salgado. A orientação sexual não é da opinião de ninguém. A não ser da pessoa que escolheu ser aquilo que ela é. Escolheu não. Ela nasceu assim, então, não é uma questão de opinião. Ponto. Quando se opina em relação a isso… Esse é um ato homofóbico.”, conclui.

Join our community of 15+ million guys

Find guys looking for the same thing with SCRUFF Match. Volunteer to be a SCRUFF Venture Ambassador to help out guys visiting your home city. Search an up-to-date agenda of the top parties, prides, festivals and events. Upgrade your game with SCRUFF Pro and unlock 30+ advanced features. Download SCRUFF here.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"