O Ministério Público Federal solicitou que a deputada Chris Tonietto (PSL-RJ) preste esclarecimentos sobre uma em que relacionou o crime de pedofilia a pessoas LGBTQIA+. Tonietto tem 30 dias para comprovar as bases científicas da sua afirmação ou se retratar publicamente pela notícia falsa.

A postagem, que já foi deletada, foi publicada no Facebook no dia 12 de junho e dizia que a pedofilia era “defendida explicitamente por alguns expoentes do movimento LGBT”.

Ministério Público abre representação contra deputada do PSL que associou crime de pedofilia a pessoas LGBTQIA+
1.30.001.002453/2020-28 (Reprodução)

Na peça, o Ministério Público entende que deputada criou uma postagem “para obstaculizar o reconhecimento de direitos sexuais e equidade de gênero como consectários da dignidade da pessoa humana”. O MPF ainda afirma que a maior parte dos casos de violência sexual infantil vem de agressores dentro do contexto familiar ou ambiente doméstico.

“RESOLVE o MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL NOTIFICAR a Sra. Deputada Federal CHRISTIANE NOGUEIRA DOS REIS TONIETTO, nos moldes previstos no artigo 12 da Lei Complementar 75/93, para que preste explicações e apresente os estudos científicos em que se baseou para disseminar as conclusões de sua postagem, especificando exatamente qual autor relaciona o ensino de gênero nas escolas à pedofilia e, em não havendo, RECOMENDA que se retrate da informação falsa publicada no Facebook, com o mesmo destaque da postagem ora em questão. Fica estabelecido o prazo de 30 dias para que a destinatária da presente recomendação apresente informações e esclareça as providências adotadas em relação ao seu cumprimento.”

Veja a peça na íntegra através deste link.

Bolsonaro tenta associar esquerda com pedofilia

Jair Bolsonaro, que chegou a acusar o candidato do PT, Fernando Haddad, de defender a legalização da pedofilia durante as eleições de 2018, usou o Twitter na terça-feira, 14, para afirmar sem provas ou fatos que a “esquerda” quer descriminalizar a pedofilia.

No Twitter, a reação foi imediata:

Google Notícias