GAY BLOG BR by SCRUFF

O policial militar Henrique Harrison teve a permissão para usar sua arma de fogo suspensa nesse dia 9 de de fevereiro pela Polícia Militar do Distrito Federal. A razão apontada é um vídeo em seu canal do YouTube em que comenta sobre como é ser homossexual e ingressar no ambiente militar.

No vídeo, há uma pistola que aparece em um móvel localizado no quarto onde ele gravou o vídeo, e segundo a determinação assinada pelo 27º Batalhão da Polícia Militar, é regra “não portar arma de fogo institucional em atividade estranha ao serviço policial militar”. Por isso, uma Portaria de Sindicância foi instaurada para apurar a conduta indevida.

“Postei um vídeo para incentivar pessoas a passarem pela jornada que passei. Nesse vídeo, viram que havia uma arma na bancada da minha casa e alegaram isso para fazer a acusação. Ninguém perguntou se era a minha arma ou um simulacro, por exemplo. Mas no caso da pessoa que me ameaçou, por exemplo, ela não perdeu o porte de arma. Policiais o tempo todo postam vídeos limpando a arma, manuseando-as em casa, e nenhum é punido. Por que apenas eu tenho de ser punido?“, disse Harrison ao portal Metrópoles.

O policial diz que a sexualidade é o motivo para a abertura do processo de sindicância interna: “Eu sei que é uma perseguição por causa da minha orientação sexual, e eu recebo isso na véspera do meu casamento. Eu amo estar na Polícia Militar, posto fotos em todos os lugares mostrando como sou feliz na profissão que escolhi, mas realmente é muito difícil trabalhar num lugar em que muitas pessoas estejam tentando te colocar para correr. Eu não faço nada de errado nas minhas ocorrências, fui policial destaque no batalhão em que trabalho. Estão buscando qualquer coisa para me punir” – desabafa Harrison.

A notificação para Henrique Harrison veio um dia antes de seu casamento com seu namorado Jadson Lima, que estava programado para o dia 10 de fevereiro. Vale lembrar que em 2020, ele e seu namorado apareceram na mídia após uma foto de um beijo gay durante uma formatura ter viralizado e ambos terem virado motivo de chacota em um grupo de WhatsApp.

Policial gay do DF tem seu porte de arma suspenso um dia antes do seu casamento
Reprodução

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF (Google Play ou App Store) está disponibilizando gratuitamente a versão PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".