Promoter do clube D-Edge morre em decorrência de infarto

Responsável pelas noites de sábado, Mothership, o promoter China Joenes falece aos 40 anos, em São Paulo

Mothership, o projeto das noites de sábado do clube D-Edge, sempre trouxe nomes da cena eletrônica mundial e também apostas musicais, muitas vezes garimpada, pelo promoter China Joenes.

De hábitos bem medidos e organizados, China teve uma relação íntima com a música eletrônica no Brasil por mais de vinte anos. Ainda este ano, no Brazilian Music Conference, ganhou um prêmio pelo seu legado em vida por seu trabalho durante todos estes anos.

China (ao centro) recebendo o troféu "Heads of the Industry" no BRMC. Foto: Flashbang/Divulgação
China (ao centro) recebendo o troféu “Heads of the Industry” no BRMC. Foto: Flashbang/Divulgação

Nesta quarta-feira, São Paulo perde este profissional de maneira inesperada e triste. O promoter faleceu em decorrência de um infarto, aos 40 anos de idade, deixando três filhas, a esposa Paula.

Rest in Peace, China Joenes :( Foto: divulgação
Rest in Peace, China Joenes :( Foto: divulgação

MOTHERSHIP

A ideia da noite “nave-mãe” do D-Edge é algo consagrado entre os amantes da boa música dançante. Não é apenas um lugar ou um momento, pois ela nos desloca no tempo e no espaço, e nem tampouco um conceito, pois ela não pode ser definida de modo rígido ou fechado.

Ela é um refúgio, formado em nossas mentes e que se instala em nossos corpos, materializando-se na pista. Solidificando-se no pulso de cada ritmo, no encanto de cada melodia e na força daquela vibração única, na qual nossa individualidade é intensificada e toma parte de um todo, composto por várias sensações e unido por um só sentimento: o de pertença à música. São estes elementos que a Mothership procura materializar a cada sábado, um dia já privilegiado pela história da club culture, e trazer à diversificada noite paulistana uma experiência singular que pode apenas ser conjurada em uma ideia, tão simples quanto inesquecível.

Uma que se representa nesta coletividade e se expressa em cada episódio em que congregamos pessoas de todas as partes, talentos de todo o globo, sons de todo o universo. A Mothership é mais do que uma festa, ela é um ambiente. Um que nos transporta por estilos, décadas, gêneros e cidades. Um que, essencialmente, nos acolhe em seu ventre: a pista de dança.