GAY BLOG BR by SCRUFF

Este artigo também está disponível em: Español

A drag queen Samira Close vai reunir diversos convidados no próximo dia 30 de junho, às 20h, para o evento Pride Gaming. O objetivo é celebrar o Mês do Orgulho LGBTQIA+ conversando com diversos influenciadores e jogando o game Free Fire.

Os convidados são Diva Depressão, Maíra Medeiros, Karol Conka, Maah Lopez Games, Lia Clark, Receba Trans, Mandy Candy, Potyguara Bardo, Gabeu e Urias.

Os famosos vão compartilhar suas experiências tanto no mundo dos jogos quanto no mundo LGBT. Além disso, terá shows musiciais com a Lia Clark, Urias, Potyguara Bardo e Gabeu.

O evento será na página oficial da Samira Close no Facebook, no Facebook Gaming e no Facebook Brasil.

Reprodução

TECTOY COMEMORA DIA DO ORGULHO LGBTQIA+ COM IMAGEM DO SONIC

E falando em games, recentemente a Tectoy, representante oficial da SEGA aqui no Brasil e famosa por distribuir os videogames Master System e Mega Drive nos anos oitenta e noventa, divulgou em suas redes sociais uma homenagem ao dia do orgulho LGBTQIA+ comemorado neste dia 28 de junho, utilizando uma imagem do Sonic, o eterno mascote da empresa.

“Feliz Dia Internacional do Orgulho Gay! A Tectoy levanta a bandeira em comemoração à diversidade e da inclusão não apenas na sociedade, mas também nos videogames. Só orgulho!” – diz o post oficial da Tectoy.

Além da Tectoy, a própria SEGA já se posicionou favorável ao mês do orgulho LGBT no início do mês, trocando sua tradicional cor azul para as cores do arco-íris.

A empresa é considerada uma das que mais apoiam os LGBTs dentro do mundo dos games. Em 2019, durante relançamento do jogo “Yakuza”, a SEGA decidiu remover conteúdos que poderiam ser considerados homofóbicos presentes no jogo original. Segundo o produtor da série, Daisuke Sato, ao conversar com o canal MCV, o pensamento de dez anos atrás é muito diferente do de hoje:

“Há problemas técnicos [a serem corrigidos], mas também há conteúdos que precisam ser modificados porque eles não se aplicam ao pensamento moderno. O primeiro jogo [de Yakuza] já tem dez anos, e naquela época a percepção da comunidade LGBTQ era diferente de hoje.”

Vale dizer que no ano passado, a subsidiária da SEGA, Hardlight, aproveitou o dia internacional contra a homofobia, bifobia e intersexismo para colocar uma foto do Sonic junto com a bandeira LGBT.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"

1 COMENTÁRIO

  1. […] Samira Close conta a importância de abrir portas para mais pessoas LGBTIQ+ no mundo dos games: “A minha expectativa é que a gente possa mostrar o quanto nossa comunidade tem crescido na indústria de games e abrir portas para que mais pessoas que queiram participar ou tenham o sonho de trabalhar com isso sintam-se respeitadas e bem-vindas. É uma oportunidade linda também para mostrar que a plataforma Facebook Gaming é muito aberta e ampla para criadores da comunidade LGBTIQ+” […]