O trisal Júlio Cezar Rocha Sikunas (40), Wagner Carlos de Figueiredo (30) e Odair Rocha Sinkunas (59) abriu uma oficina mecânica com foco nos LGBTs e mulheres: JOW Centro Automotivo. Pela startup, eles levaram o prêmio POC AWARDS 2019 na categoria unicórnio (startup) pelo prêmio do júri.

A repercussão do troféu motivou matérias especiais no Pequenas Empresas Grandes Negócios e no UOL, onde ganharam até destaque na home.

Pequenas Empresas Grandes Negócios
Pequenas Empresas Grandes Negócios | Fevereiro de 2020

Além de se destacarem nos grandes portais, o fotógrafo Ronaldo Gutierrez já locou a oficina para fazer um ensaio para o Brazilian Male Model.

Ensaio de Ronaldo Gutierrez para Brazilian Male Models
Ensaio de Ronaldo Gutierrez para Brazilian Male Models

A Jow Centro Automotivo já acumula fãs e, periodicamente, faz lives no Instagram e no Youtube para responder perguntas de todos os seguidores.

GÊNESIS

A ideia veio após eles terem sido enganados, em 2014, por uma oficina quando eles precisaram arrumar uma correia do carro. Na época, eles desembolsaram R$ 4.900 para o conserto, precisando fazer um empréstimo, mas algum tempo depois eles descobriram que o conserto poderia ser feito com um terço do valor.

“Ele se aproveitou porque sabia que eu não entendia de mecânica e tinha confiança na oficina” – disse Julio a UOL.

UOL, coluna do Paulo Sampaio | Fevereiro 2020

“A gente só descobriu que tinha sofrido um golpe cerca de um ano depois, em 2015, quando já estávamos com um Pajero Sport.” – disse Wagner – “Por causa de um problema no câmbio, procuramos uma oficina especializada em carros da Mitsubishi. Em uma conversa informal com o mecânico, ele nos disse que, se tivessem nos cobrado R$ 3 mil pelo serviço da Peugeot, estaria muito bem pago e ainda com uma boa margem de lucro para o dono”. 

Daí veio a ideia de montar o JOW Centro Automotivo, fundado em 2017, sendo que o nome é uma junção da letra inicial de cada um deles. “Atendemos a qualquer cliente, claro, mas a princípio pensamos nas maiores vítimas dos mecânicos, em um meio habitado majoritariamente por ogros: as mulheres e os gays” – disse Wagner.

“Queríamos abrir uma oficina que não ludibriasse quem não entendia de mecânica ou funilaria e identificamos que estes seriam os principais públicos para isso”, explica Júlio em entrevista à Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

TRAJETÓRIA DIFÍCIL, MAS BEM SUCEDIDA

Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal

Antes do trisal abrir a JOW Centro Automotivo, Júlio era funcionário público, enquanto Wagner e Odair trabalhavam no varejo. Os três juntaram um dinheiro e abriram sua primeira oficinal na avenida Casa Verde, zona norte de São Paulo, porém, eles não sabiam que a região tinha uma péssima reputação.

“O que parecia ser o início de uma nova vida, na verdade foi um golpe de estelionato. A empresa era uma fraude, tivemos que sair do imóvel em dois meses” – disse Júlio, comentando também que eles pagavam um aluguel de R$ 8 mil.

Apesar dos prejuízos, Júlio não desistiu e, alguns meses depois, abriu a JOW em Santana, estando lá até hoje.

“Levantamos o valor do primeiro aluguel. A proprietária do imóvel também é da comunidade LGBT, gostou da nossa proposta e confiou na gente. Ela nos deu uma carência após o primeiro pagamento, para que pudêssemos fazer caixa”, conta o trisal.

Wagner Figueiredo, Odair Sinkunas e Julio Sinkunas respectivamente (Foto: Arquivo Pessoal)
Wagner Figueiredo, Odair Sinkunas e Julio Sinkunas respectivamente (Foto: Arquivo Pessoal)

Atualmente, as mulheres são o maior público consumidor do JOW, sendo que a empresa faturou R$ 280 mil apenas em 2019. Apesar do número, Júlio diz que não foi “o melhor ano”.

“Em dezembro de 2018 tivemos tanta procura que eu precisei suspender as férias que teríamos. Já no ano passado a coisa foi mais devagar”.

Curiosamente, ter um próprio negócio também foi uma oportunidade para que o trisal realizassem o sonho de serem pais. Desse modo, em julho de 2019 eles adotaram o Davi Pietro, de 7 anos.

Wagner, Julio, Davi; Maria do Carmo e Karin (as duas primeiras clientes); Suely (mãe de Wagner); Odair Imagem: Foto: Paulo Sampaio/UOL... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/colunas/paulo-sampaio/2020/02/16/apos-sofrer-golpe-em-mecanica-trisal-gay-abre-oficina-para-publico-lgbt.htm?cmpid=copiaecola
Foto: Paulo Sampaio/UOL
Google Notícias
Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".

1 COMENTÁRIO