GAY BLOG BR by SCRUFF

This article is also available in: English Español

O dia 29 de janeiro, quando se celebra o Dia da Visibilidade Trans, será marcado por diversas atividades em Salvador, como palestras, encontros, ações e um presente especial para os jovens trans em situação de vulnerabilidade, que vão ganhar uma república, criada pela Instituição Beneficente Conceição Macedo (IBCM). O local, a princípio, acolherá cinco jovens e terá toda estrutura para recebê-los e orientá-los para a continuidade dos estudos e encaminhamentos para o mercado de trabalho.

O encaminhamento e acompanhamento serão realizados pela equipe técnica do Centro de Promoção e Defesa dos Direitos LGBT da Bahia (CPDD-LGBT), que fará todo o processo de triagem para abrigar e acompanhar os acolhidos, que serão capacitados para o mercado de trabalho, e inclusão na rede regular de ensino. Além do acolhimento, a equipe fará a regulamentação da documentação para garantia do nome social.

Para padre Alfredo Dorea, responsável pela IBCM, este espaço será fundamental para atender a uma demanda que não é pequena em Salvador, que tem a necessidade de um espaço maior para atender as pessoas transexuais e travestis que são postas para fora de casa pela família, além da falta de oportunidade no mercado de trabalho.

“Esse é um ato de amor e necessário, pois é muito doloso saber que a nossa juventude trans vive a violência dentro dos seus lares, e em muitos casos, o abandono. É um trabalho de formiguinha, aos pouco vamos criando novos espaços. Este é o primeiro pontapé, e sem dúvidas outras oportunidades terão para abrigar mais jovens e inseri-los na escola e no mundo do trabalho”, conta Alfredo.

Padre Alfredo Dórea, responsável pela IBCM (Foto: Jefferson Peixoto)
Padre Alfredo Dórea, responsável pela IBCM (Foto: Jefferson Peixoto)

Para Renildo Barbosa, coordenador do CPDD-LGBT, a criação da república vem para somar na redução de danos na vida das pessoas transexuais e travestis.

“Não teríamos data melhor para essa iniciativa da IBCM em prol das pessoas transexuais e travestis em situação de vulnerabilidade com todo suporte as políticas socioassistenciais”, comemora Renildo.

A triagem para o acolhimento será realizada pelo corpo técnico do CPDD-LGBT, localizado na Rua do Tijolo, nº 8, Pelourinho – Salvador, Bahia.

This article is also available in: English Español