Eduardo Leite, eleito governador do Rio Grande do Sul, é visto tocando

Prefeito de Pelotas (RS) entre 2013 e 2016, Eduardo Leite foi eleito ao governo do Rio Grande do Sul neste ano com 53,2% dos votos válidos no estado.

Assista:

Prefeito de Pelotas (RS) entre 2013 e 2016, Eduardo Leite foi eleito ao governo do Rio Grande do Sul neste ano com 53,2% dos votos válidos no estado. Com 33 anos, Leite será o governador mais jovem do Rio Grande do Sul desde a redemocratização.

Eduardo Leite é formado em direito e se elegeu vereador aos 19 anos. Aos 27, tornou-se prefeito de Pelotas, eleito com a maior votação da história da cidade, com 110 mil votos. Na época, em 2012, ele já havia ganhado notoriedade e buzz na internet como “o prefeito mais gato do Brasil”.

FAKE NEWS

Durante a última eleição, opositores começaram a compartilhar uma foto de Eduardo sem camisa na praia ao lado de outro homem (bem bonito, também, inclusive!). Os posts insinuavam que o rapaz seria o namorado de Eduardo, quando na verdade se tratava de seu irmão caçula. A fake news foi desvendada após a foto original ser revelada.

eduardo leite e namorado
Foto recortada x foto original: férias em família se tornou um boato

Eduardo, ainda fez um post para avisar sobre a mentirosa:

Post do Eduardo Leite no Facebook
Post do Eduardo Leite no Facebook

SEXUALIDADE

Muitos se importam com a sexualidade alheia por não poderem e temerem olhar a própria, diz Ana Cassia Maturano, psicóloga clínica e psicopedagoga formada pela USP. “Há um quê de inveja, principalmente porque a sexualidade ainda gera certa estranheza quando sai do âmbito das ‘quatro paredes’. Inveja daquele que pode viver plenamente, mesmo que a duras penas, sua sexualidade. E ser feliz em como é”, completa

De acordo com o psicólogo e terapeuta sexual Oswaldo Martins Rodrigues Jr., diretor do Inpasex (Instituto Paulista de Sexualidade), esses desejos e emoções são reprimidos. “Para administrar melhor o sofrimento imposto por essa repressão, atacam as pessoas que representam esses desejos”. Com informações de UOL, GauchaZH e Gazeta do Povo.

1 COMENTÁRIO