GAY BLOG BR by SCRUFF

Os galãs mexicanos Luis Roberto Guzmán e Eugênio Siller, conhecidos por suas participações em novelas mexicanas exibidas pelo SBT, são um casal gay na série “Quem Matou Sara?” que estreou na Netflix no último dia 24.

Galãs mexicanos de novelas do SBT vivem casal gay em nova série da Netflix
Reprodução

Eugenio Siller dá vida ao personagem José Maria, que esconde da família sua homossexualidade para não enfrentar preconceitos. No entanto, ele acaba se apaixonando por Lorenzo Rossi, e ele fica na dualidade entre amor e autoaceitação. Cenas de relações sexuais entre ambos é exibida.

Galãs mexicanos vivem casal gay em nova série da Netflix
Reprodução

“Quem Matou Sara?” é a típica história de vingança que estamos acostumados em folhetins nacionais e mexicanos. O protagonista é Alejandro Guzmán (Manolo Cardona) preso injustamente pelo assassinato de sua irmã, Sara. Ao deixar a prisão, ele decide investigar quem cometeu o crime e as razões que levaram a rica família Lazcano a colocarem a culpa nele.

CASAL GAY DE SORTILÉGIO É GAY; SBT EDITOU COMO DOIS AMIGOS

Denunciada ao Ministério Público de São Paulo, várias cenas da novela “Sortilégio” foram adaptadas ou cortadas no SBT em 2017 – diálogos com teor homossexuais foram mutilados.

Um casal gay na trama mexicana, interpretados por Julián Gil e Marcelo Córdoba se transformou em hétero na dublagem e edição. O SBT, na época, justificou que as edições foram feitas para adequar a novela à classificação indicativa para o horário. Há algum tempo, os fãs pediam a reprise do folhetim, que é curto. “Sortilégio” conta apenas com 90 capítulos originais, que o SBT, na primeira exibição, transmitiu em 88.

O casal gay que virou dois garanhões héteros

A telenovela mexicana produzida por Carla Estrada para a Televisa e foi exibida pelo Canal de las Estrellas, em 90 capítulos, entre 1 de junho e 9 de outubro de 2009 sucedendo Mañana es para siempre e antecedendo Corazón Salvaje.

Durante duas semanas dividiu o horário com os últimos capítulos de Mañana es para siempre. Neste período, a trama iniciava às 21:30 e apresentava capítulos de 30 minutos. Original de María Zarattini, é remake das novelas Tú o nadie e Acapulco, Cuerpo y Alma, produzidas em 1985 e 1995, respectivamente.

A trama foi protagonizada por Jacqueline Bracamontes e William Levy, com atuações estrelares de Daniela Romo e Wendy González e antagonizada por David Zepeda, Ana Brenda Contreras, Chantal Andere, Julián Gil, Azela Robinson e Otto Sirgo, além das participações de Daniela Luján, Marcelo Córdoba e Gabriel Soto.

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF (Google Play ou App Store) está disponibilizando gratuitamente a versão PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".