This article is also available in: Español

GAY BLOG BR by SCRUFF

O MTV EMA 2020 homenageou alguns dos maiores nomes da música global. Na categoria Melhor Artista do Brasil, Pabllo Vittar foi a grande vencedora. BTS conquistou quatro prêmios, entre eles Música do Ano, Melhor Grupo, Maiores Fãs e Melhor Apresentação ao Vivo; Karol G levou a melhor nas categorias Melhor Artista Latino e Melhor Colaboração, por “Tusa” com Nicki MinajLady Gaga recebeu o prêmio de Artista do Ano e DJ Khaled foi premiado na categoria Clipe do Ano.

Yungblud levou para casa o prêmio de Melhor Artista Push, enquanto as apresentadoras da premiação, Little Mix, ganharam na categoria Melhor Artista Pop. Cardi B levou a melhor na categoria Melhor Artista de Hip-Hop, Coldplay ganhou Melhor Artista de Rock e Hayley Williams ganhou o prêmio de Melhor Artista Alternativa .

Little Mix realizou uma performance edificante de “Sweet Melody”, vestidas em roupas de cetim branco, com um esquadrão de dançarinos e contorcionistas filmados em Londres. As superstars pop incorporaram uma realidade aumentada para aparecerem a partir de uma pirâmide de inspiração inca com um toque moderno.

O show se inclinou para o incrível poder da música, com Alicia Keys entregando vocais espetaculares em sua faixa, “Love Looks Better”. O artista multipremiado, Sam Smith, apresentou uma bela interpretação de “Diamonds”, terminando com uma mensagem de comando que aclamava por igualdade: “Don’t f*** with the queer kids”. DaBaby abriu seu medley com uma mensagem poderosa sobre questões cruciais de justiça social que estiveram na vanguarda de 2020 – brutalidade policial e justiça racial.

Além disso, Lewis Hamilton entregou o prêmio Melhor Vídeo Por Uma Causa para H.E.R., por “I can’t breathe”, após um discurso impactante sobre como a música ainda é uma força unificadora que oferece esperança, solidariedade e conforto durante um ano extremamente desafiador.

Pabllo Vittar vence MTV EMA 2020 na categoria "Melhor Artista do Brasil"
Reprodução

Doja Cat, que levou para casa o prêmio de Artista Revelação deste ano, abriu o show rastejando de um aparelho de TV para um palco de margaridas e grama para entregar uma performance inspirada em seu sucesso, “Say So”. Yungblud, homenageado com o prêmio Melhor Artista Push, cantou “Strawberry Lipstick” no histórico Roundhouse de Londres. O cantor, compositor e multi-instrumentista britânico fez uma apresentação clássica na MTV com um toque moderno, enquanto voava pelo local antes de se reunir com sua banda em um gigante inflável vermelho.

David Guetta, que levou para casa o prêmio de Melhor Artista Eletrônico, cantou “Let’s Love” ao vivo, pela primeira vez, com Raye, enquanto estava imerso em uma incrível cachoeira de luzes na piscina de Széchenyi Bath, na Hungria. Como Correspondente Especial, a supermodelo húngara Barbara Palvin deu aos fãs uma visão de Hungria, entre outros locais icônicos em todo o vibrante país.

DJ Khaled, que foi premiado com Clipe do Ano por seu hit “Popstar”, com Drake e estrelado por Justin Bieber, apresentou duas performances espetaculares que foram filmadas em Miami. A homenageada em Melhor Artista Latina e Melhor Colaboração, Karol G, realizou uma performance de “Bichota”, com dublês e carros clássicos do estilo dos anos 60. O artista latino, Maluma, fez sua primeira apresentação no MTV EMA com um medley de sucessos que termina com uma cena de varanda com vista para a cidade.

O show também incluiu um tributo dedicado à lenda do rock Eddie Van Halen, com contribuições de Tom Morello, St. Vincent e Taylor Hawkins.

O prêmio MTV EMA Generation Change 2020 voltou pelo terceiro ano, desta vez para elevar e capacitar cinco mulheres destemidas por seus trabalhos poderosos na linha de frente da luta por justiça racial e social em todo o mundo. As vencedoras incluem Luiza Brasil, jornalista de moda no Brasil; Kiki Mordi, uma jornalista investigativa que luta para acabar com a SARS na Nigéria; Temi Mwale, uma ativista da justiça racial no Reino Unido; Catherhea Potjanaporn, fotógrafa de retratos na Malásia e Raquel Willis, uma ativista transgênero negra nos Estados Unidos. Cada homenageada recebeu um troféu personalizado criado por Azarra Amoy, artista feminina britânica conhecida por seu trabalho no movimento Black Lives Matter em Londres.

This article is also available in: Español

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".