GAY BLOG BR by SCRUFF

O governo do Vietnã emitiu um comunicado declarando que não vai mais considerar ser LGBTQIA+ como doença em seu país, e o Ministério da Saúde do país também anunciou que vai banir a “terapia de reorientação sexual”, que no Brasil ficou conhecida como “cura gay”. As informações são do Al Jazeera.

O Ministério da Saúde do Vietnã informou que os médicos não “devem interferir e nem forçar tratamentos em pacientes LGBTQIA+” e que, caso o paciente seja egodistônico, ou seja, que não aceita sua homossexualidade, ele deve ter uma “assistência psicológica que seja realizada apenas por quem tem conhecimento da identidade sexual”.

O comunicado oficial citou a resolução da Organização Mundial de Saúde (OMS) que removeu da classificação internacional de doenças a homossexualidade e a transexualidade. Além disso, eles também disseram que todas as províncias deverão ter a educação sobre ser LGBT fortalecida, e que eles devem ter tratados de forma igual dentro dos ambientes médicos.

Vietnã passa a desconsiderar a homossexualidade como doença e bane "cura gay"
Reprodução

Segundo a gerente do Instituto de Estudos da Sociedade, Economia e Meio Ambiente (iSEE), Vuong, a notícia é “como um sonho”. “Esse anúncio de que ser LGBT não é uma doença e condenar a prática da terapia de conversão é como um sonho. É algo que nós nunca pensamos que pudesse acontecer, ainda mais vindo de uma fonte médica confiável do Vietnã… creio que o impacto na juventude queer será muito, mas muito evidente”, disse.

“Isso é importante para afirmar que ser LGBT não é algo que você pode ‘corrigir'”, disse Vuong.

Já o pesquisador sênior de saúde e direitos LGBQ+ da Human Rights Watch, Kyle Knight, disse que a decisão “marca uma enorme mudança de paradigma”. “O mito de que a homossexualidade é diagnosticável tem permeado a sociedade vietnamita. É um fator subjacente à negligência médica contra jovens LGBTQ+”, disse.

Agora, o iSEE e o Humans Rights Watch lutarão para que o país permite o casamento homoafetivo.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"