Dan Reynolds usa o tempo da premiação no Billboard Music Awards para militar contra a ‘cura gay’

Ao receber o prêmio de Melhor Banda de Rock de 2019 no Billboard Music Awards, o frontman do Imagine Dragons cobrou medidas contra a 'terapia de conversão'

Dan Reynolds, frontman do Imagine Dragons, provavelmente é o artista hétero de sua geração que mais luta pela causa LGBT+. No Brasil, ele militou durante o seu show no Lollapalooza do ano passado e se posicionou contra Bolsonaro no iHeart Festival usando uma camiseta com a hashtag #EleNão.

Nesta quarta-feira, a banda ganhou o prêmio de “Melhor Banda de Rock de 2019” em uma dos maiores premiações mundo, a Billboard Music Awards. Ao subir no palco para receber o prêmio, o vocalista usou o tempo de agradecimento para militar contra a terapia de conversão.

“Só quero aproveitar este momento para dizer que há 34 estados [dos EUA] que ainda não têm leis que proíbam a ‘cura gay’. Vimos que a taxa de depressão dobra e a taxa de suicídio triplica após a tentativa de conversão. Isso pode mudar, para isso precisamos conversar com os legisladores estaduais para promover leis que protejam os nossos jovens LGBT”, disse o cantor de 31 anos.

Dan Reynolds no palco do #BBMAs. Foto: reprodução imagine dragons
Dan Reynolds no palco do #BBMAs. Foto: reprodução

VIDA PESSOAL

Reynolds foi missionário Mórmon e ao longo dos anos lutou por amigos gays na igreja conservadora. Em uma entrevista recente para o Los Angeles Times, comentou:

“Eu não sinto necessidade de denunciar o mormonismo. Eu sinto a necessidade, como um mórmon, de falar contra as coisas que estão machucando as pessoas ”, disse ele ao Los Angeles Times no ano passado. “Se os líderes da igreja não mudarem a doutrina, então a cultura precisa mudar. Esse é o objetivo.”

Em 2011, Dan se casou com Aja Volkman. Os dois têm três filhas: Arrow Eve Reynolds, nascida em 8 de agosto de 2012 e as gêmeas Gia James Reynolds e Coco Rae Reynolds, nascidas em 28 de março de 2017. Em 2018, o cantor anunciou, pelo Twitter, que ele e a esposa iriam se separar. Alguns meses depois, em novembro, felizmente comunicou que casal estava junto novamente e que não assinariam os papéis de divórcio. Reynolds tem espondilite anquilosante, uma doença auto-inflamatória que afeta principalmente a coluna vertebral, bem como outras articulações.

Comente