GAY BLOG BR by SCRUFF

As eleições de 2022 geraram grandes expectativas quanto ao número de candidaturas de LGBTQIA+ eleitas aos cargos de senador, governador, deputado estadual e federal no Brasil. Até o momento, ao menos 19 candidaturas LGBTs foram contabilizadas, de acordo com levantamento realizado pelo Gay Blog BR. Em 2018, foram cerca nove parlamentares escolhidos para representar seus estados.

A Câmara de Deputados no Congresso Nacional terá pelo menos quatro LGBT+. Erika Hilton (PSOL), de São Paulo, e Duda Salabert (PDT), de Minas Gerais, são as primeiras parlamentares trans a ocuparem uma cadeira em Brasília. Além delas, mais duas LGBT+ foram eleitos como deputadas federais: Daiana Santos (PCdoB-RS) e Dandara Tonantzin (PT-MG).

Para o cargo de governo, o Rio Grande do Norte reelegeu Fátima Bezerra (PT), com com 1.066.496 votos, ou 58,31% dos válidos. Única governadora eleita até o momento, ela tem 67 anos, é lésbica, pedagoga e professora. Já Eduardo Leite (PSDB), é o único candidato abertamente LGBT+ que disputará o segundo turno. Ele obteve a segunda colocação no Rio Grande do Sul, onde conquistou 26,81% dos votos válidos.

Algumas câmaras estaduais também elegeram parlamentares LGBT+. Fábio Felix (PSOL) bateu o recorde  e foi o deputado mais votado da história da Câmara do Distrito Federal com 51.792 votos. Linda Brasil (PSOL), também vez história no Sergipe, e é a primeira mulher trans eleita como deputada no estado. Além deles, outras 14 candidaturas abertamente LGBT+ ocuparão os legislativos estaduais.

Confira a lista de candidaturas LGBT+ eleitas no Brasil

ACRE

Deputados Estaduais – AC

Dra. Michele Melo – PDT – 5.990 votos
Bissexual, médica, vereadora de Rio Branco (AC), professora e ativista.

DISTRITO FEDERAL

Deputados Distritais – DF

Fábio Felix – PSOL – 51.792 votos
Gay, negro, ativista LGBTQIA+, assistente social e professor.

MINAS GERAIS

Deputados Estaduais – MG

Bella Gonçalves (PSOL) – 43.768 votos
Lésbica, cientista política, vereadora e presidenta do PSOL de Belo Horizonte.

Deputados Federais – MG

Duda Salabert (PDT) – 208.332 votos
Mulher trans, vereadora mais votada na história de Belo Horizonte (MG) e professora de literatura.

Dandara Tonantzin (PT) – 86.034 votos
Bissexual, preta, periférica, feminista e petista.

PERNAMBUCO

Deputados Estaduais – PE

Rosa Amorin (PT) – 42.632 votos
Lésbica, crescida nas fileiras do Movimento Sem Terra (MST), militante do Levante da Juventude e diretora de cultura da UNE.

RIO DE JANEIRO

Deputados Estaduais – RJ

Dani Balbi (PCdoB) – 65.815 votos
Primeira professora trans da UFRJ, Dra. em Ciência da Literatura, roteirista e professora.

Verônica Lima (PT) – 55.738 votos
Lésbica, primeira vereadora negra de Niterói (RJ) e ex-secretária de Assistência Social.

Dani Monteiro (PSOL) – 50.140 votos
Bissexual, negra, Presidenta da Comissão de Direitos Humanos da ALERJ.

RIO GRANDE DO NORTE

Governador – RN

Fátima Bezerra (PT) – 1.066.496 votos
Lésbica, negra, professora e atual governadora do Rio Grande do Norte.

RIO GRANDE DO SUL

Deputados Federais – RS

Daiana Santos (PCdoB) – 88.107 votos
Lésbica, negra, vereadora de Porto Alegre, educadora social e sanitarista.

SÃO PAULO

Deputados Estaduais – SP

Paula da Bancada Feminista (PSOL) – 259.771 votos
Candidatura coletiva de mulheres negras pela ocupação das mulheres na política integrada por duas LGBT+: Carolina Iara (mulher trans) e Mari (bissexual).

Ediane Maria (PSOL) – 175617 votos
Bissexual, negra e mãe solo de quatro filhos. Integra a coordenação estadual do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), além de ter sido uma das fundadoras do movimento negro Raiz da Liberdade.

Monica do Movimento Pretas (PSOL) – 106.781 votos
Candidatura coletiva integrada por mulheres pretas

Thainara Faria (PT) – 91.388 votos
27 anos, mulher negra, bissexual, vereadora do PT reeleita mais votada de Araraquara, advogada e pós-graduada em Direito Constitucional, com extensão em economia.

Leci Brandão (PCdoB) – 90.496 votos
Lésbica, compositora e cantora. Uma das mais importantes intérpretes de samba da música popular brasileira.

Guilherme Cortez (PSOL) – 45.094 votos
Bissexual, advogado, professor de cursinho, ativista climático e LGBTQIA+, 4º candidato a vereador mais votado de Franca (SP) em 2020.

Deputados Federais – SP

Erika Hilton (PSOL) – 256.903 votos
Ativista dos direitos negros e LGBTI. Nas eleições de 2020, se tornou a primeira vereadora trans eleita pela cidade de São Paulo e a mais votada do país.

SERGIPE

Deputados Estaduais – SE

Linda Brasil (PSOL) – 28.704 votos
Mulher trans, ativista LGBTQIA, transfeminista e vereadora mais votada de Aracaju (SE) em 2020.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)