GAY BLOG BR by SCRUFF

Após a nova versão de MC Fiote para Bum Bum Tam Tam, a canção composta por Renato Russo e lançada em 1986 no álbum Dois do grupo Legião Urbana, “Eduardo e Mônica” também entra no repertório musical brasileiro pró-vacinação.

A música, que conta uma história de um casal com pouca probabilidade de viver uma relação longa, inspirou uma paródia que debocha de Eduardo Pazuello, ministro da Saúde na gestão bolsonarista que falhou no enfrentamento ao coronavírus, e enaltece Mônica Calazans, a primeira pessoa a receber a dose da vacina contra o covid-19 no Brasil.

A associação entre Pazuello e Calazans se deu através de um tuíte do jornalista Maurício Brum, que postou a foto de ambos sob a legenda “Eduardo e Mônica era nada parecido”, primeiro verso do sétimo parágrafo da canção de Russo.

eduardo e mônica
Reprodução

Os usuários do microblog logo complementaram com paródias: “Eduardo abriu os olhos, mas não quis se levantar ficou deitado e viu que horas eram/ Enquanto Mônica tomava a vacina do outro lado da cidade como eles disseram”, completou a usuária @krolpamg.

“Ela ajudava a medicina e tomava vacinação/ E ele ainda nas fake news de vermífugo”, continuou Brum . “Eram nada parecidos/ Ela era da ciencia e ele votou 17”, gozou @phoenixjam_n. “Ela protestava lá no planalto central, a favor da vida e da vacinação/ E o Eduardo ainda tava no esquema ozônio em enema, o rapaz era vacilão…”, satirizou @99807_arroba.

Confira as pérolas criadas por meio da rede social:

Para quem não lembra, eis a letra original de “Eduardo e Mônica”:

Quem um dia irá dizer que não existe razão
Nas coisas feitas pelo coração
E quem me irá dizer que não existe razão
Eduardo abriu os olhos mas não quis se levantar
Ficou deitado e viu que horas eram
Enquanto Mônica tomava um conhaque
No outro canto da cidade
Como eles disseram
Eduardo e Mônica um dia se encontraram sem querer
E conversaram muito mesmo pra tentar se conhecer
Um carinha do cursinho do Eduardo que disse
Que tem uma festa legal e a gente quer se divertir
Festa estranha, com gente esquisita
Eu não tô legal, não aguento mais birita
E a Mônica riu e quis saber um pouco mais
Sobre o boyzinho que tentava impressionar
E o Eduardo, meio tonto só pensava em ir pra casa
É quase duas e eu vou me ferrar
Eduardo e Mônica trocaram telefone
Depois telefonaram e decidiram se encontrar
O Eduardo sugeriu uma lanchonete
Mas a Mônica queria ver um filme do Godard
Se encontraram então no Parque da Cidade
A Mônica de moto e o Eduardo de camelo
O Eduardo achou estranho e melhor não comentar
Mas a menina tinha tinta no cabelo
Eduardo e Mônica era nada parecido
Ela era de Leão e ele tinha dezesseis
Ela fazia medicina e falava alemão
E ele ainda nas aulinhas de inglês
Ela gostava do Bandeira e do Bauhaus
De Van Gogh e dos Mutantes
De Caetano e de Rimbaud
E o Eduardo gostava de novela
E jogava futebol-de-botão com seu avô
Ela falava coisas sobre o Planalto Central
Também magia e meditação
E o Eduardo ainda tava no esquema
Escola, cinema, clube, televisão
E, mesmo com tudo diferente
Veio meio de repente
Uma vontade de se ver
E os dois se encontravam todo dia
E a vontade crescia
Como tinha de ser
Eduardo e Mônica fizeram natação, fotografia
Teatro e artesanato e foram viajar
A Mônica explicava pro Eduardo
Coisas sobre o céu, a terra, a água e o ar
Ele aprendeu a beber, deixou o cabelo crescer
E decidiu trabalhar
E ela se formou no mesmo mês
Em que ele passou no vestibular
E os dois comemoraram juntos
E também brigaram juntos muitas vezes depois
E todo mundo diz que ele completa ela e vice-versa
Que nem feijão com arroz
Construíram uma casa uns dois anos atrás
Mais ou menos quando os gêmeos vieram
Batalharam grana e seguraram legal
A barra mais pesada que tiveram
Eduardo e Mônica voltaram pra Brasília
E a nossa amizade dá saudade no verão
Só que nessas férias não vão viajar
Porque o filhinho do Eduardo
Tá de recuperação ah-ah-ah
E quem um dia irá dizer que existe razão
Nas coisas feitas pelo coração
E quem me irá dizer
Que não existe razão

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os LGBTs que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.