Para comemorar a Semana do Orgulho em Helsinque, na Finlândia, o Burger King lança a campanha “Love Conquers All” (O Amor Domina Tudo), mostrando um beijo na boca entre o mascote do Burger King e o do McDonald’s, Ronald McDonald.

- CURTA A PÁGINA DO FACEBOOK -
Divulgação

Segundo a gerente de marca do Burger King Finlândia, Kaisa Kasila: “O Burger King sempre defendeu a igualdade, o amor e o direito de todos serem do jeito que são. O único caso em que pode não parecer assim é quando estamos brincando com nosso concorrente. Mas queremos ser claros – tudo decorre do respeito que temos por eles. E sabemos que o McDonald’s também representa os valores que defendemos”. 

A ação é fruto de uma parceria da agência TBMWA\Helsinki com a Virta. Já as imagens de ambos podem ser vistas em diversos locais da capital. “A ideia por trás da pintura surgiu do nosso desejo de celebrar o amor em todas as formas” – explicou Kasila.

Apesar do McDonald’s ter concordado com a brincadeira, as duas empresas não são parceiras na ação, a iniciativa partiu do marketing do Burger King.

Mascote do Burger King beija Ronald McDonald´s na Finlândia
Divulgação

COMO É SER GAY NA FINLÂNDIA?

O país aprovou o casamento homoafetivo no dia 1 de março de 2017, sendo que o registro de parceria entre casais do mesmo sexo era permitido desde 2002. Este último dava os mesmos direitos e responsabilidades do casamento heterossexual, exceto por ação de crianças e o direito de colocar o sobrenome do marido ou esposa.

Em 2009, o Parlamento fez uma revisão da lei permitindo que casais adotem filhos biológicos de seus parceiros. Já em 2017, com a aprovação da lei do casamento, o contrato de parceria permaneceu intacto e eles poderiam converter a união em casamento. A partir de então, os direitos passaram a ser exatamente os mesmos dos héteros, incluindo a adoção e a inclusão do nome.

Vale dizer que uma pesquisa realizada em 2019 concluiu que 76% dos finlandeses acham que o casamento entre pessoas do mesmo sexo deve ser permitido na Europa, enquanto 21%era contra e 3% não tinham uma opinião. Já uma outra pesquisa concluiu que 57% dos padres da Igreja Luterana casariam pessoas do mesmo sexo se fosse permitido.

Google Notícias
Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".