Britânico diz que analgésico o tornou gay

Scott, que costumava postar nas redes sociais fotos apaixonadas com a namorada, disse que decidiu alertar a todos que fazem uso do analgésico.

No início desta semana, um britânico acusou um medicamento de ter sido responsável por o transformar em gay. Scott Purdy, de 23 anos, falou ao jornal Daily que sua orientação sexual mudou depois de tomar Lyrica / Pregabalina. Purdy começou a tomar o analgésico após se machucar numa corrida de kart e, depois quatro ou cinco dias, não mais sentia atração pelo sexo oposto.

“Eu nunca me interessei por homens. Quando eu era mais novo eu ​​era um pouco curioso, mas só agora após usar o medicamento que cessou a atração pela minha namorada. Ela sabia que eu estava tomando Pregabalina. Eu disse a ela: ‘realmente não sei o que está acontecendo comigo, mas gosto de homens e não posso ficar com você”, disse em entrevista ao canal ITV.

No programa “This Morning”, o especialista Dr. Ranj Singh disse a ele que “esses sentimentos provavelmente já estavam internalizados e não provocado pelo remédio”.

analgésico gay
No programa ‘This Morning’, da ITV

CONTROVÉRSIA

O pai de Scott, Nigel Purdy, de 57 anos, disse ao MailOnline que seu filho sempre gostou de homens.

“Conheço meu filho e sempre achamos que ele era bissexual; como agora se vê ele é gay. Um pai conhece seu filho. Eu não sei porque ele esperou tanto tempo para sair do armário. Viveu toda a sua vida em uma mentira”, comenta o senhor Purdy.

“Ele me disse no ano passado que chegou ficar com um garoto quando era mais jovem”, acrescenta.

Mesmo com a declaração do pai, Scott insiste que o medicamento foi o responsável por ele sentir atração por homens, mas de qualquer maneira, agora ele está feliz assim.