GAY BLOG BR by SCRUFF

A Globo Livros lança Trans – histórias reais que ajudam a entender a vida das pessoas transexuais desde a infância. A obra dos jornalistas Renata Ceribelli e Bruno Della Latta é baseada na série “Quem sou eu?”, do Fantástico, que ganhou o prêmio Vladimir Herzog, dado às melhores produções jornalísticas que tratam do tema da anistia e dos direitos humanos.

Dois anos após o fim da série, Renata e Bruno procuraram os personagens e atualizaram as histórias que reúnem neste livro. Incluem também histórias que não foram ao ar e inéditas.

“Fomos atrás de todos para saber que rumos suas vidas tomaram. Se os sonhos a curto prazo ficaram mais difíceis ou se realizaram; se o mundo que hoje acelera o acesso à informação está tratando melhor quem nasce transexual. Fizemos este trabalho para entender os efeitos que uma maior visibilidade na mídia está trazendo em suas vidas.”, conta Renata.

Globo lança livro com narrativas reais de pessoas trans
Reprodução

O livro é um extenso trabalho jornalístico de pesquisa, apuração e entrevistas que busca mostrar ao leitor a realidade e a vida dessas pessoas. “Montamos um retrato das pessoas que questionam seu gênero hoje, com todos os seus conflitos, seus dramas, suas lutas, suas derrotas e suas vitórias”, comenta Bruno.

Bárbara Aires, consultora de gênero que trabalhou durante toda a produção da série junto a equipe do Fantástico, participa do livro como consultora e também personagem.

“O Brasil é o líder no ranking mundial de assassinatos de pessoas trans e também é a nação que mais consome pornografia trans no mundo. E por que eu apresento esses dois dados? Para mostrar o lugar em que a sociedade nos enxerga, e compulsoriamente nos coloca. Dessa forma, fica mais evidente o porquê de nos considerarem à margem da sociedade, e facilita entender as vivências que você lerá a seguir, como a minha, e a importância em ocuparmos outros espaços, como ocupei, por exemplo, como consultora da série de um programa do porte do Fantástico. Você verá que minha trajetória não foi fácil e que ser a consultora da série foi uma de tantas vitórias que obtive na vida”, diz Bárbara.

Ela ainda completa: “Acredito que a comunidade trans vá receber o livro muito bem e de forma positiva, pois a equipe de produção da série teve a preocupação em ter uma pessoa trans como colega, entenderam o lugar de escuta e refletiram sobre o que foi passado. Isso reflete no livro, na forma como a Renata e o Bruno apresentam as histórias. E, sem dúvida, o resultado final, tanto da série quanto do livro, só foi possível porque a equipe teve essa sensibilidade”.

Globo lança livro com narrativas reais de pessoas trans
Reprodução

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF possui mais de 15 milhões de usuários no mundo todo. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os LGBTs que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. Baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"