GAY BLOG BR by SCRUFF

A ex-Feiticeira Joana Prado e o atleta Vitor Belfort perderam o patrocínio da marca de suplementos “Garden Of Life” após se envolverem na polêmica do banheiro unissex, em que Prado compartilhou um vídeo no Instagram reclamando que não havia diferenciação de gênero em um estabelecimento localizado na Flórida, Estados Unidos. As informações são da Isto É.

“Eu entro aqui no banheiro com a minha filha (mostra ela, apontando para uma das cabines) enquanto tem um homem aqui do lado? Dá medo, né? O que vocês acham disso?”, questionou ela aos fãs no vídeo publicado dia 5 de outubro.

Em seguida, Belfort comentou o post: “Isso é uma desgraça. Eu confesso que eu não vou mais nesse lugar. Amor, isso é o diabo puro. Vamos proteger”.

Após a repercussão do caso, Joana Prado resolveu se manifestar publicando um novo vídeo dizendo que não teve intenção de ser transfóbica, que a mensagem está sendo distorcida, e que não se importa com a perda de patrocínio com empresas de valores diferentes do dela.

“O vídeo jamais teve a intenção de ser transfóbico ou homofóbico. (…) Inclusive, tenho na minha família um trans, que amo de paixão. Minha mensagem está longe de ser contra essas pessoas. O fato de eu ser cristã não me dá nunca o direito de fazer isso. O meu Jesus é o pai que ama, que respeita e que jamais aponta o dedo”, começa Joana.

“A minha mensagem é de uma mãe preocupada com a segurança de suas filhas, pelo fato de elas poderem estar dividindo um banheiro público com um homem, e correndo o risco de serem molestadas ou até mesmo estupradas. A minha luta é contra a pedofilia, o abuso, a violência sexual. Não posso admitir que as minhas filhas de 12 e 13 anos de idade corram esse risco. Tenho pelo menos três amigas que foram abusadas sexualmente quando eram pequenas – inclusive, uma delas é gay. Minha luta é para que juntos a gente consiga evitar que isso continue acontecendo”, continua.

“Como muitos sabem, minha cunhada está desaparecida há 20 anos e nós não sabemos se ela foi sequestrada, abusada ou se foi vendida para a indústria do sexo. Você que tem sã consciência entendeu o meu recado. Espero que se levante e lute comigo contra isso. Eu não estou preocupada com sua opção sexual, com sua cor ou sua crença. Mas sim com a conscientização a respeito da violência sexual. Do tráfico de pessoas que gera trilhões através da indústria do século”, continua.

“Se empresas que me patrocinam estão mais preocupadas com o meio-ambiente do que com o cuidado e proteção do ser-humano, eu e minha família é que não queremos estar com essas empresas. Quero estar junto de empresas e pessoas do bem, que lutam pelas mesmas causas. E que juntos estaremos vendo uma vitória contra violência sexual e tráfico de pessoas. Amo todos vocês, não devo satisfação para ninguém, mas essa luta é minha, e é contra essas pessoas que sofrem. Vamos acabar com o tráfico de pessoas”, finaliza.

Joana Prado e Vitor Belfort perdem patrocínio após polêmica com banheiro unissex e resolve se posicionar
Reprodução

Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"