This article is also available in: English Español

GAY BLOG BR by SCRUFF

No último dia 19 de setembro, o estudante de psicologia Pascoal Oliveira (25) foi repreendido por um segurança no supermercado “Big Bompreço”, do grupo Walmart no bairro de Itapuã, em Salvador, por estar usando short curto.

Em resposta, na tarde da quinta-feira (24), dezenas de pessoas foram ao estabelecimento protestar com o ato chamado de “Ocupação do Shortinho”. O deputado Fábio Felix compartilhou um vídeo do protesto em seu Instagram:

“Um segurança da Walmart/ Big Bompreço se achou no direito de humilhar o @qualfoipascoal só porque ele estava usando um short curto. O segurança disse que não era short “para homem” usar. Pois as LGBTs de Salvador foram lá e fizeram uma ocupação em protesto à discriminação do supermercado. Chega desses estereótipos e papeis de gênero ultrapassados!”, escreveu.

RELEMBRE O CASO

Segundo o relato de Pascoal nas redes sociais, um funcionário tentou impedir sua entrada por chegar com um “short curto”. Em um vídeo gravado por uma amiga do estudante, o segurança diz que ele precisava usar outro tipo de vestimenta porque ele era homem. “Porque até esse momento o senhor é homem. O senhor é homem e tem que ajeitar o seu short. Até esse momento” – disse o segurança.

Pascoal questionou se “homem não poderia usar short curto” e o segurança respondeu que ele deveria “estar composto”, dando o argumento de que no local havia crianças.

“Mas por que as mulheres estão com o short mais curto que o meu?” – questionou Pascoal e o segurança voltou a argumentar que ele, por ser homem, deveria usar um outro short.

O Grupo Big emitiu uma nota ao UOL explicando que o segurança era terceirizado e será afastado do cargo. “O fato ocorrido no supermercado de Itapuã é inadmissível e não corresponde aos procedimentos e valores da empresa”, contam.

“A empresa está em contato com o cliente, colocando-se à sua disposição para toda assistência necessária nesse momento. Reiteramos que não aceitamos situações como essa e reforçamos nossos pedidos desculpas” – completa o comunicado.

Leia também: Justiça emite primeira certidão de nascimento de pessoa não-binária no Brasil

This article is also available in: English Español

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".