Johnson & Johnson anuncia testes no Brasil de vacina contra HIV

Johnson & Johnson une forças para avançar com a vacina em investigação global para prevenção da infecção por HIV-1

A Johnson & Johnson anunciou hoje que a Janssen Vaccines & Prevention B.V., parte das empresas farmacêuticas Janssen, está preparando o lançamento do estudo MOSAICO, primeiro de Fase 3 em grande escala da vacina contra o HIV-1.

A investigação ocorre em parceria com diversas instituições de saúde ao redor do mundo. A vacina pesquisada pela Janssen tem uma abordagem global e está sendo desenvolvida com o objetivo de prevenir o contágio a partir de uma ampla variedade de cepas virais responsáveis pelas infecções por HIV.

“Nossa ambição na Johnson & Johnson é desenvolver uma vacina preventiva que possa ser utilizada de forma eficaz em qualquer lugar do mundo, para fortalecer o combate à epidemia de HIV e, enfim, derrotá-lo”, esclarece Dr. Paul Stoffels, Vice-Presidente do Comitê Executivo e Diretor Científico da Johnson & Johnson. “Nenhuma organização pode enfrentar este desafio histórico isoladamente. Ao trabalhar com parceiros globais e alavancar tecnologias de ponta, estamos otimistas de que possamos chegar a uma vacina para HIV ainda em nossa época”.

Os planos de parceria público-privada para o estudo MOSAICO serão descritos mais detalhadamente na 10a Conferência da International AIDS Society sobre a Ciência do HIV (IAS 2019) na Cidade do México. Na ocasião também serão apresentados dados mais recentes referentes à vacina cuja avaliação será aprofundada nesta nova fase de estudos.

O estudo MOSAICO (HPX3002/HVTN 706) será conduzido em aproximadamente 55 centros clínicos em oito países, inclusive no Brasil, entre América do Norte, Sul e Europa, contando com a participação total de cerca de 3.800 indivíduos. O estudo avaliará a vacina em grupos de homens que fazem sexo com outros homens (HSH) e de pessoas transgênero.

“A busca por uma vacina começou no momento em que o HIV foi inicialmente identificado, há mais de 35 anos, mas houve muitos desafios ao longo do caminho devido às particularidades únicas deste vírus, incluindo sua diversidade genética global”, relata o Dr. Johan Van Hoof, Chefe da Área Terapêutica Global de Doenças Infecciosas e Vacinas e Presidente da Janssen Vaccines & Prevention. “A Janssen está comprometida em avançar com os esses estudos clínicos para ajudar a construir um futuro livre do HIV”.

Este será o segundo – e o maior – estudo de eficácia para a vacina de HIV em investigação da Janssen. O primeiro, conhecido como IMBOKODO (HPX2008/HVTN 705), é um estudo clínico de Fase 2b que avalia atualmente a vacina em 2.600 mulheres de 18 a 35 anos em cinco países do sul da África. Os resultados iniciais do IMBOKODO e do MOSAICO são esperados no final de 2021 e em 2023, respectivamente.

“Estamos empenhados em desenvolver uma vacina para HIV amplamente eficaz para reduzir as estimativas de 1,5 milhão de novas infecções por HIV que estão ocorrendo”, disse o Dr. Larry Corey, Investigador Principal do HVTN, virologista e docente do Fred Hutchinson Cancer Research Center em Seattle.

“A cada novo estudo, trabalhamos para otimizar o progresso da vacina” disse Hanneke Schuitemaker, Ph.D., Vice-Presidente, Chefe de Descoberta de Vacina Viral e Medicina Translacional da Janssen Vaccines & Prevention B.V. “Nosso objetivo é identificar e entregar uma vacina universal que possa ser utilizada em qualquer região geográfica para ajudar a proteger populações vulneráveis com risco de infecção por HIV”.e

Sobre o Mosaico (HPX3002/HVTN 706)

estudo Mosaico de Fase 3 planeja recrutar 3.800 indivíduos na Argentina, Brasil, Itália, México, Peru, Polônia, Espanha e Estados Unidos. A vacina preventiva contra o HIV-1, a ser avaliada no Mosaico, utiliza a plataforma de vetor de adenovírus AdVac® da Janssen e é administrada em quatro doses no período de um ano. Ele consiste de uma mistura de quatro vetores de adenovírus sorotipo 26, que libera um mosaico de antígenos de HIV, Ad26.Mos4.HIV (nas doses 1 e 4), e uma combinação de duas proteínas solúveis, Mosaic e Clade C gp140 trimérica com fosfato de alumínio adjuvante (nas doses 3 e 4).Mosaico é de responsabilidade da Janssen Vaccines & Prevention, B.V., divisão de vacinas da farmacêutica da Johnson & Johnson, com suporte financeiro do National Institute of Allergy and Infectious Diseases(NIAID) do NIH e do Comando de Pesquisa e Desenvolvimento do Exército Norte-Americano (USAMRDC). A HIV Vaccine Trials Network (HVTN), sediada no Fred Hutchinson Cancer Research Center em Seattle, está facilitando a implementação do estudo.

Desde 2005, a Janssen Vaccines & Prevention B.V. tem participado como subconcessionária no programa de Desenvolvimento Clínico/Pré-clínico Integrado de Vacina para a AIDS (IPCAVD) com apoio do NIH sob concessões AI066305, AI078526, AI096040 e AI128751 (Investigador Principal, Professor Dan Barouch).

Visite www.jnj.com/HIV para mais detalhes sobre a extensão do trabalho científico sobre o HIV empreendido pela companhia Johnson & Johnson e seus parceiros.