GAY BLOG BR by SCRUFF

Chris Allves (MDB), de 31 anos, concorre a deputada federal no Rio Grande do Sul. Mulher trans, ela é técnica em transações imobiliárias, estudante de Serviço Social e mora em Guaíba (RS). A candidata também é oficineira de economia criativa e dirigente espiritual de matriz africana.

Chris Allves, candidata a deputada federal pelo MDB do RS (Foto: Divulgação)

Sua candidatura tem como propósito “fazer políticas públicas que pensem em todos sem distinção”. “Por ser acadêmica de serviço social, conheço a realidade de todos, todas e todes que estão em vulnerabilidade sem ter o seu direito respeitado, não tendo o acesso digno aos serviços de saúde, educação, assistência social e segurança pública”, comenta Chris.

Entre suas propostas, a candidata pauta “cotas de equiparação em concursos públicos em todos níveis federativos” e a “ampliação do atendimento humanizado e especializado para a população e viabilização de Ambulatórios Trans descentralizados”.

Nossas propostas foram feitas em várias reuniões com amigos e apoiadores sem ideias mirabolantes, mas sim propostas realistas e fazendo se cumprir algumas de várias leis que não são cumpridas e se postas em práticas transformam as realidades da população“, afirma Chris, que é uma das entrevistadas no especial “Eleições 2022” do Gay Blog BR.

Chris Allves (Foto: Divulgação)

Confira na íntegra a entrevista com Chris Allves

GAY BLOG BR: Qual a sua formação e trajetória profissional? 

Chris Allves: Sou estudante de serviço social, técnica em transações imobiliárias, oficineira de economia criativa e dirigente espiritual de matriz africana. Sou natural e residente de Guaíba, cidade a qual é o berço da Revolução Farroupilha. Cidade conservadora, onde viver e lutar diariamente para ter minha identidade de gênero reconhecida é uma resistência constante e cotidiana.

GB: O que motivou a se candidatar?

Chris: Por ser acadêmica de serviço social, conheço a realidade de todos, todas e todes que estão em vulnerabilidade sem ter o seu direito respeitado, não tendo o acesso digno aos serviços de saúde, educação, assistência social e segurança pública, tenho lutado para mudar essa realidade e esta foi a minha motivação para me candidatar e fazer políticas públicas que pensem em todos, todas e todes sem distinção

GB: Quais os desafios enfrentados ao ser uma candidatura abertamente LGBT+?

Chris: Nunca pensei que por representar minorias fosse incomodar tanto querem nos calar nos intimidar de inúmeras formas porque além de uma mulher trans, sou yalorixá, então os desafios são os mais diversos: os olhares de julgamento, em virtude da polarização que estamos vivendo, algumas pessoas resistentes por não concordar com pautas de inclusão; já passei por roubos de Wind banners personalizados, ameaças verbais, ligações, arrancam perfurites em carros adesivados de apoiadores, tentam neutralizar nossas ações quando estamos em nossas caminhadas e explanações com a comunidade. Enfim, os coronéis que se acham “donos” de Guaíba, fazem a velha política e usam suas artimanhas para tentar nos neutralizar, mas não conseguiram nos para e nos calar!

GB: Quais são as suas principais propostas? Há pautas exclusivamente para LGBT+?

Chris: Nossas propostas foram feitas em várias reuniões com amigos e apoiadores sem ideias mirabolantes, mas sim propostas realistas e fazendo se cumprir algumas de várias leis que não são cumpridas e se postas em práticas transformam as realidades da população. Sim há pautas exclusivas para a comunidade LGBTQIA+, como cotas de equiparação em concursos públicos em todos níveis federativos; ampliação do atendimento humanizado e especializado para a população e viabilização de Ambulatórios Trans descentralizados.  

Além disso, a propostas para a MATRIZ AFRICANA: Criação de políticas públicas através do trabalho conjunto da sociedade civil por meio de conselhos estaduais e municipais, mapeando e quantificando terreiros e adeptos das religiões de matriz africana para que tenhamos o conhecimento de suas necessidades; Garantir que os municípios cumpram o que compreende o artigo 156 , II, 1º§ que se refere a isenção do IPTU para templos de qualquer culto. ASSISTÊNCIA SOCIAL: Revisão do Fundo Nacional de Assistencial Social; Aprimoramento da Gestão de programas sociais; Garantir que estados e municípios se adequem do pagamento do piso salarial nacional de profissionais socioassistencial; Fiscalizar a execução da Lei 13.146/2015 que se refere ao Plano nacional de direitos da pessoa com deficiência.

SAÚDE: Garantir que estados e municípios estejam adequados a Lei 2.564/2020 que dispõe sobre o pagamento do piso salarial para enfermeiros, obstetrizes, técnicos e auxiliares de enfermagem; Captação de recursos orçamentários para viabilizar a construção de um hospital de alta complexidade e dois unidades de pronto atendimento (UPA) para a região Costa-Doce; Desburocratizar o sistema de distribuição de leitos tendo atualização em tempo real em que os pacientes tenham a informação; Viabilizar um centro integrado multidisciplinar para atendimento ao a portadores de TEA na região da Costa-Doce.

EDUCAÇÃO: A garantia do investimento de 25% do orçamento da União para a melhoria e aperfeiçoamento da educação em todos níveis; Garantir que estados e municipais se adequem a Lei 11.738/2008 que determina o pagamento do piso salarial nacional; Ampliação das escolas federais para os municípios acima de 50 mil habitantes; Garantir que estados e municípios estejam adequados a Lei 13.935/2019 que determina que o poder público assegure o atendimento psicológico e socioassistencial aos alunos da rede pública de educação básica. SEGURANÇA PUBLICA: Ampliação das salas das margaridas: atendimento especializado para vítimas de violência doméstica; Instalação de delegacias especializadas para combate a intolerância em cidades acima de 100 mil habitantes, atendendo a população LBGTQIA+, negros, sacerdotes de quaisquer segmentos religiosos; Melhoria da estrutura de equipamentos dos profissionais de segurança pública, tais como investimento em tecnologia para os setores de investigação, renovação da frota e armamento dos setores operacionais. HABITAÇÃO: Viabilizar a desburocratização para regularização fundiária, garantindo assim moradia de qualidade a todos os cidadãos e através disso fomentar programas de habitações nas cidades gaúchas

GB: O que você pensa sobre o uso e políticas da PrEP?

Chris: Pela Constituição brasileira, todo e qualquer cidadão brasileiro, têm obrigações e direitos garantidos; entre eles, estão a dignidade humana e o acesso à saúde pública e, por isso, são amparadas pela lei. O Brasil possui legislação específica quanto aos grupos mais vulneráveis ao preconceito e à discriminação, como homossexuais, mulheres, negros, crianças, idosos, portadores de doenças crônicas infecciosas e de deficiência. Vivo no estado onde a raiz com a cultura gaúcha e tradicionalismo é marcante, onde ter a figura da família tradicional é muito forte, onde o machismo impera, falar sobre PrEP  é um tabu. No SAE da cidade falta assistente social, por vezes falta medicações antirretrovirais  devemos fazer o  dever  básico de casa, e fazer se cumprir a lei, ter educação , informação sobre o que , como, de que modo é fundamental, sou totalmente a favor do uso do PrEP porque quem se ama se cuida e automaticamente se prevenindo está pensando em todos ao seu redor

GB: Como você avalia o governo de Bolsonaro?

Chris: Péssimo, machista, preconceituoso, sexista, a insegurança alimentar no Brasil aumentou, o discurso de ódio é fortíssimo sim e este discurso: exclui, segrega mata e quebra vínculos. Perda do poder de compra da população, negacionismo do governo em meio a maior pandemia mundial onde milhares de vidas foram perdidas

Confira a lista de candidaturas LGBTQIA+ de 2022 neste link

Lista de candidatos LGBTQ+ nas eleições 2022 | Deputados, Senadores, Governadores




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)