GAY BLOG BR by SCRUFF

A vitória de Eduardo Leite (PSDB) como governador do Rio Grande do Sul, no último domingo (30), não foi marcada apenas apenas pelo fato inédito de um candidato ser reeleito para o cargo no Estado. Além disso, pela primeira vez um governador abertamente gay é eleito no país, já que Leite declarou sua homossexualidade apenas em 2021, quando já ocupava o Palácio do Piratini.

Outro fato inédito é a presença de um “primeiro-cavalheiro” gay. Thalis Bolzan, namorado de Leite, ocupará esse posto a partir do dia 1º de janeiro, quando o tucano toma posse pela segunda vez. Nas redes sociais, o médico capixaba foi parabenizado pela vitória do governador eleito e já está sendo reconhecido como o “primeiro-cavalheiro do RS” pelos internautas.

Thalis e Leite (Foto: Reprodução/ Instagram)

Antes mesmo da posse do gaúcho, Thalis foi chamado por correligionários no discurso da vitória do governador reeleito, na noite de domingo, em Porto Alegre (RS). Uma live, compartilhada nas redes sociais do tucano, mostra o momento em que o público presente grita pelo nome do médico. Ao ouvir os apoiadores, Leite disse: “Tem torcida pelo Thalis aqui, então?! Aí, Thalis, abana pra eles todos aí!“.

Leite e Thalis namoram há pouco mais de dois anos. O médico, de 30 anos, mora em São Paulo, onde faz especialização em endocrinologia pediátrica na Universidade de São Paulo (USP). Em julho de 2021, ao programa “Conversa com Bial“, o gaúcho falou pela primeira vez sobre a relação: “Estou namorando há 11 meses com um médico do Espírito Santo. Tenho uma enorme admiração e amor por ele“.

@gayblogbr

No discurso de vitória do governador EduardoLeite, gaúchos gritam o nome de Thalis Bolzan, o “primeiro-cavalheiro” do #RioGrandeDoSul

♬ som original – GAY BLOG BR 🌈 by SCRUFF 🐾

Homofobia durante a campanha eleitoral

Durante um debate no segundo turno, realizado pela rádio Gaúcha, Eduardo Leite citou uma propaganda eleitoral de Onyx Lorenzoni (PL), em que o adversário prometeu que, caso eleito, os gaúchos teriam “um governador e uma primeira-dama de verdade”.

Leite, que se declarou gay no último ano, enquanto governava o estado, questionou Onyx sobre o que ele quis dizer com a frase no horário eleitoral. “O que o senhor quis dizer com isso? Que todas as outras primeiras-damas foram de mentira, ou foi realmente uma insinuação homofóbica?“, perguntou o tucano.

Em resposta, o ex-ministro de Jair Bolsonaro (PL) disse que Leite estava “tentando se vitimizar”. “Acalma teu coração, não tem nada disso, isso é falsa polêmica. Respeito tua escolha, todos que… qualquer escolha é respeitada“, declarou Onyx.

O tucano, então, disse que essa não seria a primeira sugestão do ex-ministro nesse sentido. “O que sempre disse é que um homem de verdade cumpre sua palavra, só isso. Tenho esposa, família, defendo a família. Minha esposa é uma mulher de verdade, porque tem compromisso com o próximo“, respondeu Onyx.

Além da propaganda de Onyx, Leite sofreu outros ataques durante a campanha ao governo do estado gaúcho. Ele chegou a compartilhar nas redes sociais a foto de um cartaz, que diz que o Rio Grande do Sul “é alérgico a carne de viado e lactose”. “Aqui o ódio não vencerá. No dia 30, o Rio Grande vai falar mais alto“, escreveu ele na legenda da imagem.

Leite venceu Onyx no segundo turno com 3.687.126 votos (57,12% dos votos válidos), contra 2.767.86 votos (42,88%) do candidato bolsonarista. O gaúcho agora se junta a Fátima Bezerra (PT), reeleita governadora do Rio Grande do Norte, como os únicos candidatos abertamente homossexuais eleitos para esse cargo.

Eduardo Leite (Foto: Reprodução)



Únete a nuestra comunidad de más de 15 millones de chicos

Encuentra exactamente los chicos que te gustan usando los filtros de búsqueda poderosos de SCRUFF. Hazte Embajador SCRUFF Venture para ayudar a los miembros que vienen de visita a tu ciudad. Busca una agenda actualizada de los mejores festivales, fiestas, orgullos y eventos gay. Aumenta tus posibilidades con SCRUFF Pro y desbloquea más de 30 funciones avanzadas. Baja la app SCRUFF aquí.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)