This article is also available in: English Español

GAY BLOG BR by SCRUFF

Aumentar a representatividade e incluir os direitos da população LGBTQ+ no debate político são temas ainda mais urgentes neste ano de eleições. Por isso, o app SCRUFF foca nos próximos dias em campanha de conscientização pública sob tema “Vote LGBTQ+”.

A primeira atividade acontece nesta quinta-feira (29), às 19h, em live no Instagram @gayblogbr com a participação advogado e militante de direitos humanos Renan Quinalha.

app SCRUFF foca nos próximos dias em campanha de conscientização pública sob tema "Vote LGBTQ+"
O app SCRUFF foca nos próximos dias em campanha de conscientização pública sob tema “Vote LGBTQ+”

Renan Quinalha também é professor e um dos organizadores da coletânea “Ditadura e homossexualidades: repressão, resistência e a busca da verdade” (EdUFSCar, 2014).

Na live, ele tratará de temas como o baixo número de candidatos LGBTQ+ diante da população brasileira, dos desafios de lançar-se à política partidária, da falta de recursos para as campanhas e como o voto em LGBT+ pode mudar o rumo da política.

Numa entrevista ao site Sul21, o professor disse “que é preciso que se brigue dentro dos partidos por mais espaço efetivo, para que não sejam só aquelas candidaturas propagandeadas como “diversidade” e que não têm espaço efetivamente eleitoral, viabilidade, chances e recursos dos próprios partidos”.

Somos muitos, mas pouco representados

Os LGBTQ+ representam 10% da população, mas são apenas 0,1% são candidatos, de acordo com a Rede Nacional de Operadores de Segurança Pública LGBTI+. A Rede publicou o “Guia das eleições para LGBTIs+ cansades”, disponível no Instagram da entidade (@renosplgbti).

No guia, a Rede afirma que a presença de políticos LGBTQ+ aumenta a chance de levar ao legislativo pautas caras a essa comunidade, como a educação de jovens. Estima-se que 36% dos estudantes brasileiros LGBTQ+ já foram agredidos fisicamente e 73%, verbalmente.

Conquistar vagas no legislativo é importante porque, nesse espaço, a representação é ínfima – não por acaso, a maioria das conquistas dos LGBTQ+ vieram do judiciário. Atualmente, apenas três dos 594 congressistas brasileiros são abertamente gays.

Na Nova Zelândia, que tem o parlamento mais gay do mundo, homossexuais ocupam 9% dos 120 assentos. No Reino Unido, LGBTQ+ elegeram-se para 45 das 650 cadeiras do parlamento (7%).

Serviço

Live “VOTE LGBTQ+”, com Renan Quinalha
Quinta-feira (29), às 19h
No Instagram @gayblogbr

Veja também: Lista de candidatos LGBTQIA+ nas eleições 2020

This article is also available in: English Español

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista pela Universidade Federal de MS, foi repórter de economia e hoje, além de colaborar para o Gay Blog, é servidor público em Joinville (SC). Escreveu ''A Supremacia do Abandono'', livro disponível em amazon.com.br.