A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) da prefeitura de Salvador, na Bahia, está disponibilizando uma cartilha eletrônica com orientações da prevenção à covid-19 especialmente ao público LGBT. A iniciativa vem para comemorar o Dia Internacional do Orgulho LGBT, comemorado no último domingo, 28 de junho, com informações também de serviços da rede básica voltadas aos LGBTs.

“Tendo em vista que cenários de emergência sanitária tendem a agravar as vulnerabilidades as quais estão expostos determinados segmentos sociais que vivenciam exclusão social e violências cotidianas, como é o caso da população LGBT, é importante a disponibilização de materiais com informações numa linguagem acessível a cada grupo”, salientou Erik Abade, técnico da SMS do Campo Temático de Saúde LGBT (via Agência Aids).

A cartilha eletrônica também conta com informações para cuidados e práticas de redução de danos à saúde mental, física e sexual, a relação de unidades de pronto-atendimento e dos Serviços de Atenção Especializada. Já o projeto foi desenvolvido em parceria com o Ambulatório Multidisciplinar em Saúde de Travestis e Transexuais, Coletivo de Trans pra Frente e Centro de Promoção e Defesa dos Direitos LGBT da Bahia.

Reprodução

MORRE ATIVISTA TRANS PELO COVID-19

No último dia 23 de junho, morreu a ativista LGBTQIA+ Amanda Marfree, em decorrência do Covid-19. Ela trabalhava no Centro de Referência e Defesa da Diversidade em São Paulo e era pré-candidata a vereadora da cidade.

Segundo a atriz Renata Carvalho, Amanda fez testes de Covid-19 recententemente e deu negativo, mas alguns dias depois ela começou a passar mal e teve que ser hospitalizada.

Sendo uma das primeiras beneficiárias do programa Transcidadania durante a gestão de Fernando Haddad como prefeito, Amanda Marfree conseguiu concluir o ensino médio e, desde então, passou a ajudar outras mulheres trans em situação de vulnerabilidade.

Ela recebeu o diploma de honra ao mérito com a conclusão dos estudos na Escola Estadual Padre Antão, sendo uma das mais bem classificadas no Enem de 2015.

Google Notícias
Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".