GAY BLOG BR by SCRUFF

O dia 29 de janeiro é o Dia Nacional da Visibilidade Trans. Foi nesta data, em 2004, que pela primeira vez transexuais e travestis estiveram no Congresso Nacional em Brasília para falar aos parlamentares sobre a situação em que vive essa população no Brasil.

Ainda que continue sendo umas das comunidades que mais sofrem preconceito e violência no país, desde então pessoas trans e travestis vem conquistando imensa visibilidade na sociedade, no debate político e especialmente no cenário cultural. Música, teatro e televisão têm sido as áreas onde artistas trans têm se destacado.

Para marcar a data, o Centro Cultural da Diversidade (CCD) apresentará nos dias 29, 30 e 31/1, respectivamente, show de Jup do Bairro e apresentações especiais dos espetáculos ‘Não Ela’ e ‘Mini-bius, bils, bios’ que estão em processo de residência artística no CCD tratam de temas relacionados à transexualidade.

Jup do Bairro – Show da rapper, performer, parceira musical de Linn da Quebrada e apresentadora do Programa transMissão do Canal Brasil.

Não Ela: O Que É Bom Está Sempre Sendo Destruído – Retrato autobiográfico de casal em que um deles começou seu processo de transição de gênero. Direção: Oliver Olivia.

Mini-bius, bils, bios – A partir de memórias de mini-bichas, mini-travas e n-babies, assim como de vídeos da televisão brasileira dos anos 90, surgem situações que evocam professoras primárias, brigas domésticas e pequenos bafos. Direção: Marina Mathey.

SERVIÇO

Show Jup do Bairro 29/1, sexta-feira 22h
Não Ela 30/1, sábado 20h
Mini-bius, bils, bios 31/1, domingo 19h

Todos os eventos serão transmitidos pelo Instagram @ccdiversidade