A marca Calvin Klein escalou personalidades LGBTI+ para estrelar a campanha neste Mês do Orgulho, entre elas, Pabllo Vittar e a atriz e ativista trans Jari Jones. Esta é a primeira campanha de Jones para a CK e a primeira campanha internacional de Pabllo Vittar.

A reação e alegria de Jari viralizou nas redes sociais nos EUA frente aos protestos antirracistas. Em vídeo postado pelo fotógrafo da campanha (Ryan McGinley), Jones é vista emocionada com o enorme outdoor localizado em Nova York.

Em seu Instagram, a ativista postou uma foto onde aparece estourando um champanhe com o outdoor da campanha no fundo e um depoimento bastante empoderador:

“Há momentos em que ouvi falar que ajudam você a se curar quando a sociedade tenta derrotá-lo várias vezes. Eu tenho procurado a minha vida inteira por esses momentos e cheguei a cansar de procurar. Então, decidi criá-los. Não para mim, mas para o próximo sonhador, diferente, esquisito, trans, deficiente, gordo, preto, pedaço de luz das estrelas esperando o momento deles brilhar.”

Jari
Reprodução/Instagram

Com o início de carreira no teatro, Jari Jones brilhou en alguns dos maiores palcos de Nova York em produções como The Public Theatre de The Runaways, de Elizabeth Swado, Here Art Center, The Sex Myth: A Devised Play, de Lin Art, e Lin Manuel, In The Heights. Posteriormente, Jari mudou para a moda, construindo uma carreira sólida de moda e editorial. Se tornou internacionalmente reconhecida como modelo e influenciadora. Jari foi destaque em publicações como The New York Times, Teen Vogue, Nylon e The Advocate por sua visão sobre moda dentro da política, positividade do corpo e construção e relacionamentos da comunidade LGBTQ. Jones é um dos novos rostos dos aclamados e inclusivos impérios da moda da Universal Standard, fazendo dela o primeiro modelo transgênero da marca.

Calvin Klein anuncia apoio global às Paradas LGBTQ+ com renda revertida para ONGs

Google Notícias