Hoje é o ‘Dia Internacional de Beijar Ruivos’ ~consensualmente~ 💋 #KissAGingerDay

12 de janeiro é o dia anual dar beijos ~consensuais~ em ruivos.

12 de janeiro é o dia anual dar beijos ~consensuais~ em ruivos. A genética que define o cabelo vermelho é tão rara que ocorre apenas (naturalmente) em 1-2% da população. Poderia ser muito mais, né?! Gente linda! <3

Será que Meghan Markle vai comemorar a data com o Harry?
Será que Meghan Markle vai comemorar a data com o Harry?

Kiss A Ginger Day foi idealizado num grupo do Facebook em 2009 por Derek Forgie em resposta a um evento que fazia bullying com ruivos (o ‘Kick A Ginger’, que aconteceu em novembro de 2008 inspirado pelo cartoon South Park). Então, ficou combinado que todo 12 de janeiro seria um dia dedicado a uma demonstração de amor aos gingers.

Redheaded male model in the 'Red Hot' exhibition, by British photographer Thomas Knights (Image: Thomas Knights/ Splash
Redheaded male model in the ‘Red Hot’ exhibition, by British photographer Thomas Knights (Image: ThomasKnights/Splash)
Ruivos
Image: ThomasKnights/Splash
Image: ThomasKnights/Splash
Image: ThomasKnights/Splash
Image: ThomasKnights/Splash
Image: ThomasKnights/Splash
Image: ThomasKnights/Splash
Image: ThomasKnights/Splash
Image: ThomasKnights/Splash
Image: ThomasKnights/Splash

RUTILISMO

Rutilismo é uma característica genética responsável pela ocorrências de cabelos ruivos, ou seja, pelos e/ou cabelos de coloração avermelhada, laranja avermelhados ou vermelho acobreado. A presença de cabelos ruivos ocorre em aproximadamente 2% da população humana. Ocorre mais frequentemente (2–6%) em pessoas cujos ancestrais são oriundos do norte ou oeste europeu e menos frequentemente noutras populações.

Em 1997 descobriu-se a bioquímica dos cabelos ruivos, demonstrando-se que estes se associam ao receptor da melanocortina-1 e componentes de ferro. Acredita-se que o gene recessivo associado teria uma antiguidade. Todos os ruivos apresentam variantes na região MC1R do cromossomo 16.

CURIOSIDADES

– O lugar do mundo com o maior número percentual de ruivos é o Reino Unido, especialmente a Escócia. Calcula-se que de 10 a 13% da população escocesa tenha cabelos avermelhados;

– O professor Jonathan Rees conduziu um estudo sobre ruivos na Universidade de Edimburgo. Ele identificou o gene para o cabelo ruivo, o MC1R, encontrado no 16º cromossomo;

– Os cabelos avermelhados são uma mutação genética;

– Em meados do século XVII, no final do reino da rainha Elizabeth I, a crença nas fadas chegou ao sudeste da Inglaterra. Desde aqueles tempos, elas são frequentemente imaginadas e representadas como lindas mulheres de cabelos ruivos;

– O gene para cabelos avermelhados é recessivo. Ruivos podem nascer depois de gerações de morenos ou loiros na família;

– Estudos indicam que, provavelmente, alguns neandertais eram ruivos.

Comente