Produtora cede 8 títulos para serem exibidos gratuitamente no Brasil

Com filmes como "Lembro Mais dos Corvos", "A Cidade Onde Envelheço" e "Corpo Delito", a parceria visa democratizar o setor audiovisual

Uma grande novidade chega em agosto ao Videocamp para fortalecer a missão da plataforma de democratizar o acesso ao audiovisual: a página “Sessão Vitrine” (clique aqui para acessar) disponibiliza oito filmes para exibições públicas e gratuitas em todo o Brasil.

Os primeiros filmes a estarem disponíveis na plataforma são: Corpo Delito, A Cidade Onde Envelheço, Rifle, Jonas e o Circo Sem Lona, Taego Awã, Camocim, Paulistas e Lembro Mais dos Corvos.

Para Talita Arruda, coordenadora da Sessão Vitrine, “a parceria tem como objetivo expandir ainda mais a presença dos filmes após a estreia, possibilitando exibições coletivas para um público que não teve acesso aos cinemas”, explica.

8 filmes disponíveis para quem quiser organizar exibições gratuitas em qualquer lugar do Brasil
Foto após exibição de “Lembro mais dos corvos” na Mostra Tiradentes 2018. Foto: Leo Lara/ Universo Produção.

“O movimento de articular plataformas digitais na estratégia de distribuição de filmes aumenta a possibilidade de alcance das obras nacionais e dá fôlego para a consolidação da audiência dos filmes. Temos muito orgulho em fazer parte desta nova fase da Sessão Vitrine, que desde 2011, promove a formação de público do cinema brasileiro. Essa página especial reúne obras do audiovisual nacional de alta qualidade que ficarão disponíveis para exibições públicas e gratuitas para qualquer pessoa, de qualquer lugar do país”, ressalta Mônica Bulgari, analista de projetos do Videocamp.

A Sessão Vitrine é um projeto de distribuição coletiva, que ocupa diferentes salas de cinema pelo Brasil, e que zela pelo fortalecimento de um audiovisual descentralizado, que democratiza o acesso aos diversos filmes de sua curadoria – realizados em diferentes estados, de diversos gêneros narrativos, com temáticas plurais e afirmativas.

A edição de 2019 do projeto traz a novidade das estreias acontecerem simultaneamente nas salas de cinema e nas plataformas digitais, a partir da parceria com a Sofá Digital, maior agregadora de VOD (Vídeo por Demanda) da América Latina. Os filmes estão disponíveis para compra e locação no Apple TV, Google Play/YouTube Premium, Now e Vivo Play.

Confira, abaixo, o resumo dos filmes da Sessão Vitrine que estarão disponíveis para exibições públicas e gratuitas via Videocamp. Para ter acesso a página, clique aqui.

Lembro Mais dos Corvos (2018) – Direção: Gustavo Vinagre

Durante uma crise de insônia, uma atriz transexual conta a história de sua vida através de um monólogo. A intimidade da personagem central é exposta através de relatos reais de resistência e autoaceitação.

Corpo Delito (2017) – Direção: Pedro Rocha

Preso há oito anos, Ivan Silva ganhou o direito de sair da cadeia em regime semiaberto, mas pena para se adaptar à nova rotina. Apesar de estar livre da superlotação carcerária, continua preso a uma tornozeleira eletrônica e compartilha entre quatro paredes seu incômodo com amigos e familiares, impossibilitado de sair às ruas e fazer o que realmente deseja sem ter os passos vigiados pela polícia.

A Cidade Onde Envelheço (2016) – Direção: Marília Rocha

Uma jovem portuguesa decide deixar o país para morar no Brasil. Ela vai direto para a casa de uma amiga que também é portuguesa e que, há quase um ano, mora em Belo Horizonte. Por mais que tenha aceitado abrigá-la, a amiga está temerosa sobre como será o convívio entre elas, já que aprecia a solidão e a independência que dispõe.

Rifle (2017) – Direção: Davi Pretto

Um jovem com hábitos estranhos vive isolado com sua família em uma região rural e remota. Mas toda a tranquilidade do local é abalada quando um rico proprietário tenta comprar a pequena propriedade onde ele e sua família vivem. O jovem então começa a carregar sempre um rifle, de forma a defender seu território.

Jonas e o Circo Sem Lona (2015) – Direção: Paula Gomes

Com 13 anos de idade, Jonas é filho e neto de artistas de circo. O garoto tem seu próprio circo improvisado, frequentado pelos moradores do pobre bairro onde vive, na Bahia. É ele quem coordena os números, prepara os figurinos, a música e controla os ingressos. Jonas pretende abandonar a escola para se juntar ao tio e viver num circo itinerante, mas a mãe prefere que ele permaneça na escola. No meio desta briga, ele descobre as dificuldades da vida adulta.

Taego Awã (2016) – Direção: Marcela Borela e Henrique Borela

Na faculdade, uma dupla de cineasta encontrou cinco fitas VHS contendo registros culturais da tribo Ãwa. Reunindo outros materiais, eles partem em busca do grupo, apresentando as imagens pela primeira vez e descobrindo a trajetória de enfrentamento com o povo branco desde 1973.

Camocim (2017) – Direção: Quentin Delaroche

Uma jovem organiza uma campanha honesta durante as eleições municipais de Camocim de São Felix para eleger o candidato e colega. A cada quatro anos, a cidade no interior de Pernambuco tem sua tranquilidade interrompida pela euforia política do evento.

Paulistas (2017) – Direção: Daniel Nolasco

Através do olhar de três irmãos o documentário apresenta as transformações de Paulistas, região rural de Goiás. Eles se mudaram para Catalão, que fica na região urbana, deixando para trás a cidade onde nasceram.

Sobre o Videocamp

O Videocamp é uma plataforma online e gratuita que possibilita que produções audiovisuais em busca de impacto e transformação alcancem o maior número possível de pessoas. Por meio de exibições públicas, que podem ser realizadas por qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo, o Videocamp democratiza o acesso à cultura e à informação. Para os realizadores, a plataforma potencializa a formação de público e atua como ferramenta de promoção dentro da estratégia de lançamento do filme.

Sobre a Sessão Vitrine

Projeto de distribuição coletiva que lança um filme por mês, com sessões diárias e ingressos de valor reduzido, promovendo debates e maior acessibilidade aos filmes. Realizado pela Vitrine Filmes, destaca-se por sua preocupação em fomentar a formação de público e por uma curadoria que zela pelo fortalecimento de um audiovisual descentralizado. São lançados pelo projeto filmes realizados em diferentes estados, de diversos gêneros narrativos, que apresentam temáticas plurais e afirmativas. Dessa maneira, vem se consolidando como um projeto que atua na construção de um cinema diversificado.

Sobre a Vitrine Filmes

Em nove anos, a Vitrine Filmes distribuiu mais de 140 filmes. Entre seus maiores sucessos estão “Aquarius” e “O Som ao Redor”, de Kleber Mendonça Filho e “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”, de Daniel Ribeiro. Mais recentemente a distribuidora lançou “Divinas Divas”, dirigido por Leandra Leal, o documentário mais visto de 2017 e “O Processo”, de Maria Augusta Ramos, que entrou para a lista dos 10 documentários mais vistos da história do cinema nacional. Entre os lançamentos de 2019 estão “Divino Amor”, dirigido por Gabriel Mascaro, e “Bacurau”, novo filme do diretor Kleber Mendonça Filho em parceria com Juliano Dornelles. Além disso, a Vitrine Filmes segue pelo terceiro ano consecutivo com o projeto de distribuição coletiva de filmes Sessão Vitrine, que durante o ano todo irá lançar longas nacionais em diversas cidades do Brasil.