GAY BLOG BR by SCRUFF

A Marinha foi obrigada pela 19ª Vara Federal do Rio de Janeiro a admitir uma mulher trans de 33 anos que relatava ter sido impedida de seguir em um concurso público aberto em fevereiro por “deficiência”. As informações são de O GLOBO.

A estudante universitária da UFRJ se chama Sabrina (que não teve o sobrenome divulgado) e ficou em primeiro lugar no edital que preencherá 18 vagas temporárias na instituição, mas foi informada verbalmente que ela era “inapta” a continuar, pois ela teria uma deficiência chamada hipogonadismo, associado a disfunções das gônodas sexuais.

O hipogonadismo é previsto como critério para eliminação de candidatos, mas a advogada de Sabrina, Bianca Figueira, disse que este não é o caso dela. Nesse contexto, o juiz federal substituto Dimitri Wanderley concedeu a liminar pedida por Figueira, que é uma mulher trans e militar da reserva, e concedeu 15 dias para a Marinha se manifestar. Um pleito de R$ 150 mil em danos morais ainda será avaliado.

“Acharam uma brecha no edital para inadmiti-la só por ela ser trans. Foi uma transfobia velada”, aponta a advogada. “A Marinha tem um histórico de vedação de direitos de pessoas trans. Até hoje são 4 militares reformadas por serem trans, enquadramento na extinta CID 10 F64.0 ‘transtorno de identidade de gênero’ e outras três militares que foram impedidas de utilizar nome social garantido pelo Decreto Federal 8.727/2016 e de utilizarem uniformes e cortes de cabelo de acordo com suas identidades e expressões de gênero, resguardados pela Constituição Federal e por vários tratados internacionais sobre Direitos Humanos”, explica a advogada.

Marinha é obrigada a aceitar mulher trans barrada em concurso sob argumento de "deficiente"
Reprodução

O QUE É HIPOGONADISMO?

Hipogonadismo é uma condição médica causada pelo mau funcionamento das gônadas de pacientes, que no caso das mulheres cis são os ovários, e nos homens cis são os testículos.

Com isso, a produção de testosterona ou estrogênio é inibido, e a pessoa sente fata de energia, perda de massa muscular, diminuição da libido, diminuição dos pelos, problemas de fertilidade e ganho de gordura.

O tratamento é feito por meio de reposição hormonal e com o uso de medicamentos que vão simular os hormônios que deveriam ser produzidos pelas gônadas.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"