GAY BLOG BR by SCRUFF

O diretor da Federação Alemã de Futebol, Oliver Bierhoff (54), conversou com o grupo de mídia Funke e cobrou da FIFA uma explicação sobre o porque o Qatar vai sediar a Copa do Mundo de 2022, considerando que é um país LGBTfóbico.

“Que tipo de critério para uma Copa do Mundo a FIFA aplica?”, questionou Bierhoff “Porque sediar um torneio é a ‘ponta da lança’ para que haja uma mudança [na sociedade], mas isso tem que acontecer antes, e não depois. Caso contrário, você não terá mais influência para aplicá-la”, continuou, acrescentando também que um país que seria a Copa do mundo deve estar “alinhado com os direitos humanos”. 

A FIFA insistiu que os símbolos LGBTQ+ serão permitidas na Copa do Mundo, mas os oficiais do Qatar já disseram que bandeiras do arco-íris poderão ser confiscadas.

Vale dizer que em 2010, quando o Qatar foi selecionado para sediar a Copa do Mundo de 2022, o presidente da FIFA, Sepp Blatter, disse que a organização “não queria discriminar ninguém”. “O que queremos é abrir o jogo para todo mundo, abrir para todas as culturas, e é isso que estamos fazendo em 2022”, disse na época.

Diretor de futebol pede para FIFA explicar escolha de país homofóbico para a Copa
Reprodução

Como é ser LGBT no Qatar?

A homossexualidade masculina é ilegal no Qatar, com pena que varia de três anos de prisão até a pena de morte caso haja a comprovação de relações sexuais entre dois homens. No entanto, não há casos recentes sobre pessoas que morreram por serem gays, geralmente sendo condenadas ao encarceramento. O governo também não reconhece o casamento homoafeitvo e também não permite campanhas para os direitors LGBTQIA+.

Em 1998, um cidadão americano que visitou o Qatar foi sentenciado a seis meses de prisão e 90 chibatadas por atividade homossexual.  No ano de 2008, o cantor George Michael conseguiu cantar no país, sendo o primeiro homem abertamente gay a conseguir se apresentar.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"