GAY BLOG BR by SCRUFF

O ator Darren Criss (34), famoso por ser o personagem Blaine na série Glee, disse que a série que o levou ao estrelato acabou sendo uma “faca de dois gumes” em sua carreira, já que ele é um homem hétero interpretando um personagem gay. As informações são do Queerty.

Estando na série musical de 2010 a 2015, ele logo em seguida fez o American Crime Story: Versace, interpretando outro personagem gay: Andrew Cunanan, que lhe deu o Emmy de melhor ator.

No entanto, o reconhecimento também rendeu críticas, especialmente de um público mais jovem que atacou ele por fazer personagens gays sendo um homem hétero, o que lhe trouxe muitas “dores de cabeça”, segundo ele mesmo.

“Há tantos atores que fazem papeis héteros sendo pessoas queers ou papeis queers sendo feito por atores héteros, e nós não falamos sobre isso”, disse ao The Independent – “Mas se o ator fizer mal, nós culpamos o fato dela não ser queer ou não ser hétero, ou será que ela não era a pessoa certa para o trabalho?”. 

Darren Criss diz que interpretar personagens gays lhe deu muitas "dores de cabeça"
Reprodução

No passado, Criss não fazia objeção em atores héteros fazendo papeis queer, apesar de também encorajar os diretores a escalarem LGBTQIA+ para os papéis. No entanto, devido às polêmicas, ele disse em dezembro de 2018 que nunca mais faria papeis de gays.

Pauta de muitas polêmicas e de extensos debates nos mais variados ciclos sociais, muitos defendem que personagens LGBTs devem ser interpretados por pessoas LGBTs, enquanto outros dizem que atores são apenas “atores” e que a função dele é interpretar qualquer tipo de personagem.

Recentemente, o ator Eddie Redmayne (39), conhecido por ter protagonizado o filme “A Garota Dinamarquesa”, em que ele interpretava a história real da pioneira transgênero Lili Elbe, sendo até mesmo indicado ao Oscar de Melhor Ator, afirmou ao Sunday Times que sua escolha foi um erro e, que, se fosse hoje em dia, ele não aceitaria e cederia seu espaço para uma pessoa trans.

Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"