GAY BLOG BR by SCRUFF

This article is also available in: Español

O jogador inglês de futebol Thomas Beattie aproveitou o mês do orgulho e se revelou homossexual durante uma entrevista a ESPN. Ele disse que ao longo de sua carreira se sentia vazio e isolado, mesmo quando o time de futebol que participava ganhava as partidas ao longo dos anos.

“Meu nome é Thomas Beattie. Sou irmão, filho, amigo, jogador profissional de futebol, empresário, e muito competitivo. Sou muitas coisas, e uma delas é ser gay” – disse.

Durante a entrevista, Beattie utilizou palavras muito dramáticas para contar seu processo de sair do armário, provavelmente querendo expor a intensidade de seus sentimentos durante todo o seu caminho até a aceitação.

“Naturalmente sou super social, mas eu estava ficando antissocial e evitando lugares que poderiam me expor. Isso era um padrão que me levou por todo o mundo. Eu deitava na minha cama e olhava para o teto me sentindo a pessoa mais solitária do mundo. Lágrimas brotavam; uma inundação de emoções me aforava. Meu corpo inteiro estava queimando; meus braços formigavam e meu coração acelerava, como mil batidas por minuto. Eu rezava para acordar e tudo isso desaparecesse, apesar de que lá dentro, eu sabia que estava rezando pela coisa errada (…) Eu precisava pedir força para me aceitar” – disse.

Reprodução

Beattie também diz que não saiu do armário antes, mesmo com tantas pessoas se expondo, porque ele sentia que no futebol essa não era uma opção – “A sociedade me disse que a minha masculinidade estava conectada a minha sexualidade – algo que sabemos que é falso” – disse.

O jogador comparou o mundo do futebol com outros segmentos mais inclusivos, como a indústria da música, citando que cantores como Freddie Mercury e Elton John não teriam tantos problemas com suas carreiras ao exporem suas sexualidades. Ele também cita Tim Cook (CEO da Apple) e que na indústria do cinema também está “tudo bem” ser gay.

“Só que no futebol ainda há o medo de que seu colega de equipe gay atrapalhe o ambiente” – descrevendo também o clima de homofobia no vestiário e a pressão de ser um astro do esporte e ser gay.

O jogador finaliza dizendo esperar ansiosamente o dia em que “não será mais necessário falar sobre sexualidade”.

Thomas Beattie
Reprodução
Thomas Beattie
Reprodução
Thomas Beattie
Reprodução

This article is also available in: Español

Join our community of 15+ million guys

Find guys looking for the same thing with SCRUFF Match. Volunteer to be a SCRUFF Venture Ambassador to help out guys visiting your home city. Search an up-to-date agenda of the top parties, prides, festivals and events. Upgrade your game with SCRUFF Pro and unlock 30+ advanced features. Download SCRUFF here.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"