A partir desta sexta-feira, 18 de setembro, serão performadas três apresentações gratuitas do monólogo cômico dramático Eu Não Dava Praquilo, estrelado pelo ator e diretor Cássio Scapin. O espetáculo foi criado a partir da biografia da atriz paulista Myrian Muniz através de depoimentos pessoais raros dela mesma e de outros artistas.
.
Muniz foi uma referência no teatro paulista e figura como um dos importantes nomes da história da dramaturgia no Brasil. A peça conta muito mais do que uma passagem da memória cultural e revela, através das suas experiências e da visão de vida desta grande artista, a importância de valorizar o indivíduo e suas capacidades, a importância do autoconhecimento e a descoberta de si mesmo.
.
Reprodução
Segundo Cássio Scapin, hoje temos uma forte filosofia no mercado de trabalho em qualquer âmbito profissional, de que o indivíduo deva agir de maneira atuante, contando sempre com a inventividade e capacidade criativa e a coragem de exercer seu potencial.
.
Dona de uma história ímpar de vida, com sua graça, sensibilidade e talento. Para o consagrado ator, Myriam nos ensinou que a crença nas possibilidades do indivíduo é um instrumento importante para o crescimento de todos e a construção de um mundo melhor. “Uma senhora que trazia de maneira simples e divertida um dos mais avançados pensamentos de valorização do potencial de trabalho, moldado de forma humanística e gentil”, argumenta Scapin.
.
Cássio Scapin em cena Eu não Dava Praquilo
Reprodução
Devolvendo a ideia  de um homem inteiro íntegro e realizado dentro de suas possibilidades criativas e produtivas. O espetáculo pretende ser uma semente em um terreno fértil, para que cada um se reconheça na história dessa atriz que soube aprender com as experiências e os instrumentos que lhe foram oferecidos, mesmo nas situações adversas, e tirar disso com bom humor o melhor proveito para construção de um homem melhor.
.

EU NÃO DAVA PRAQUILO
.

18, 25 de setembro e 02 de outubro.
Horário – Sexta 21h
Transmissão via Facebook na página da produtora NOSSO cultural.
GRATUITO
.
Texto: Cássio Junqueira e Cássio Scapin
Atuação: Cássio Scapin
Direção: Elias Andreato
Figurino e cenário: Fabio Namatame
Iluminação: Elias Andreato e Cleber Eli
Trilha original: Jonatan Harold
Assistente de direção: André Acioli
Produção executiva: Heitor Garcia
Operação: Diego Redondaro
Transmissão: Radar som
Direção de produção: Ricardo Grasson e Isabel Gomez
Produção: Nosso cultural
Fotos: João Caldas
.
Google Notícias