O consumo de música via streaming já representa a maior parte do consumo de música no Brasil e no mundo, segundo a Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI). Alinhado com as tendências globais desde a sua criação há 20 anos, o Showlivre.com apresenta sua grande novidade: ShowlivrePlay.

Trata-se de uma plataforma de streaming de música ao vivo no formato pay-per-view, a partir de casas de shows e festivais. Os artistas poderão decidir se desejam tornar o conteúdo do show disponível para venda posterior, no formato on demand, assim como precificar as apresentações da forma que preferirem. A plataforma está lançada: https://showlivreplay.com.

Showlivre lança plataforma de música ao vivo; Ekena se apresenta nesta quinta-feira
Ekena na abertura do Festival Mix Brasil em 2019 – Foto: Bruno Soares

ShowlivrePlay já estava previsto para este primeiro semestre. Mas a data de lançamento foi antecipada por conta da pandemia e quarentena que impactaram profundamente o show business. A plataforma estreia com a campanha #MúsicaSalva, que permitirá reverter a receita dos webshows não somente para o artista, mas também para o Fundo Emergencial para a Saúde Coronavírus Brasil. A agenda da primeira semana:

13 de abril (segunda-feira)
14h Luiza Caspary
17h Surf Sessions

14 de abril (terça-feira)
14h Billy SP
17h Julia Mestre

15 de abril (quarta-feira)
14h Scatolove
17h Versalle
20h Chico César

16 de abril (quinta-feira)
14h Rhaissa Bittar
17h Ekena
20h Ana Cañas

17 de abril (sexta-feira)
14h Dingo Bells
17h Abacaxepa

18 de abril (sábado)
14h Teorias do Amor Moderno
17h Tribo de Jah
20h Esteban

19 de abril (domingo)
14h O Grilo
17h BNegão
20h Autoramas

Samuel Samuca (Samuca e a Selva), Braza, Sérgio Britto (Titãs) e Doralyce são outros artistas que participarão posteriormente.

COMO FUNCIONA

Artistas do meio musical farão as transmissões ao vivo de suas casas, com o apoio técnico da equipe do Showlivre. Os shows têm duração mínima de 30 minutos e os ingressos serão vendidos na plataforma ShowlivrePlay através de cartão de crédito.

Durante a campanha #MúsicaSalva, o fã poderá escolher entre três valores a contribuir, além de haver uma opção “sem custo”. O fã acessa a plataforma ShowlivrePlay, se cadastra e assiste seus shows preferidos através de celular, tablet ou desktop.

Toda a receita líquida gerada pela campanha #MúsicaSalva será distribuída 50% para o artista e 50% para o Fundo Emergencial para a Saúde Coronavírus Brasil. Fica a critério do artista doar 100% para fundo de combate ao coronavírus. O ShowlivrePlay abre mão de sua parte da remuneração neste momento.

“Ao mesmo tempo em que levamos música ao vivo e entretenimento para a casa das pessoas, contribuímos para o combate ao avanço da pandemia do coronavírus e geração de receita para a cadeia da produção artística”, afirma Alexandre Melo, um dos sócios do Showlivre.com.